segunda-feira, 26 de maio de 2014

SEM SINAIS DE TRÂNSITO

Foi um trabalho de especialistas. Utilizaram poucas ferramentas: escadas portáteis e chaves de fendas. Fizeram o trabalho de noite, para maior protecção. Em parte foi vingança, e em parte lucro.
Ladrões experientes, durante duas semanas dedicaram-se a roubar fios e cabos dos semáforos das ruas. Isto provocou muitos problemas, aborrecimentos e alguns acidentes. De repente os pacíficos habitantes da cidade ficaram sem sinais de trânsito. Foi uma autêntica situação embaraçosa.
Andar por ruas repletas de trânsito, e por auto estradas onde os veículos andam a grandes velocidades, e não ter nenhuma luz, nenhum sinal indicativo, é quase aterrador.
Que seria a vida nas grandes cidades do mundo se não existisse nenhum sinal indicador, nenhum painel orientador? Ninguém saberia por onde ir. Imaginemos uma cidade onde não se indica se uma rua é de dois sentidos ou de um só; se se deve ir a 30kms por hora ou a 100; se tal localidade está à direita ou à esquerda do rumo seguido. A confusão, e também a morte, apoderar-se-iam dessa cidade!
Até o nosso corpo envia sinais de perigo, tais como febre, um suor nocturno, uma palpitação no coração, uma dor aqui ou ali, antes que ocorra algo irreparável.
E que seria da Humanidade se Deus não houvesse colocado sinais indicadores para o ser humano? Ao longo da História da Humanidade, Deus tem dado sinais aos homens do quanto os ama, até que um dia enviou Jesus, não apenas para nos salvar, mas também para O seguirmos. Para sabermos para onde vamos. Para nos orientar no dia-a-dia. Ele é o “Sinal de Trânsito” de Deus para o ser humano. Quem O segue não se perde, não se desorienta. Encontra sempre o rumo para a sua vida. Saberá sempre para onde vai!  

segunda-feira, 19 de maio de 2014

A BATALHA TERMINOU!

Escapar ao passado não é suficiente. De preferência, o poder dele sobre ti deve ser quebrado, de outra forma vai-te perseguir o resto da vida. Quando tu rompes com alguma coisa que continua a tentar recapturar-te, é crucial conseguir a vitória sobre isso, de outra forma não vais conseguir seguir em frente e apreciar as bênçãos que Deus tem preparado para ti. É chocante pensar que algo acabou e depois descobrir que afinal não é bem assim. Mas lembra-te que, foi Deus que permitiu a faraó perseguir Israel até ao Mar Vermelho. Porquê? Por duas razões: Primeira: "...para fazer estes meus sinais no meio dele." (Êxodo 10:1). Deus quer que tu vejas que quando depositas n'Ele a tua confiança, os obstáculos e a oposição não significam nada. Ele quer que esta experiência seja um marco na tua memória, de onde retiras fé quando enfrentas o problema seguinte. Segunda: "E para que contes aos ouvidos de teus filhos, e dos filhos de teus filhos, as coisas que fiz no Egipto, e os meus sinais, que tenho feito entre eles; para que saibais que eu Sou o Senhor." (Êxodo 10:2). Tu não tens de continuar a viver debaixo do poder do diabo. Tal como aconteceu quando o anjo da morte passou pelas casas dos israelitas, quando o sangue de Jesus é, pela fé, aplicado na porta do teu coração, a tua situação muda. Tu deixas de ser um escravo para passares a ser filho de Deus. Abuso, álcool, raiva, abandono podem fazer parte da história do teu passado, mas já não fazem parte do teu futuro!
Deus pode resolver o teu problema de formas diferentes, mas por vezes leva-te através do Mar Vermelho para que quando chegares ao outro lado possas olhar para trás e ver o faraó (diabo) e os seus exércitos "...mortos na praia do mar." (Êxodo 14:30) e ver que a batalha já terminou! 

quinta-feira, 1 de maio de 2014

O PODER DO PERDÃO

O poder do perdão é algo fabuloso. Nenhuma relação pode sobreviver sem ele, muito menos prosperar. Qualquer que seja o problema, o perdão liberta os dois lados. Tira uma arma das mãos do diabo e abre a porta para que Deus possa entrar e trabalhar na situação. E isso aplica-se especialmente na tua família. A verdade é que é mais difícil perdoar um inimigo que raramente vês do que alguém que amas e com que tem de viver todos os dias. Alguém disse: "Quem não consegue perdoar os outros, destrói a ponte sobre a qual ele mesmo tem de passar." Ensina os teus filhos a perdoar, Se os expuseres à ira, certifica-te de que eles também estarão por perto quando mostrar graça. Ensina-os a lidar com o problema, sem atacar a pessoa. Ensina-lhes que uma diferença de opinião pode levar a uma decisão que vai melhorar as coisas e que, enquanto membro da família, pode estar "errado" e continuar a ser bem tratado. Isto pode significar ensinar-lhes coisas que nunca lhe foram ensinadas a ti. Se assim é, aprende com os erros dos teus pais e não os transmitas aos teus filhos.
Por outras palavras, perdoa quando fores magoado, e não te deites com ressentimentos!

WEBTV ClubeMais+