sábado, 28 de maio de 2016

A VIÚVA DE SAREPTA

A viúva de Sarepta não tinha qualquer esperança (1Reis 17:8-16). Ela estava prestes a ter uma última refeição com o seu filho. Mas Deus viu. Ele sabia a sua situação. Ela não foi esquecida nem abandonada por Deus. O mesmo é verdadeiro para nós. Não importa a nossa situação e como nossa vida parece - Deus nos vê e nos conhece, e Ele é capaz de nos levar através de situações impossíveis.
Há várias lições que podemos aprender com a viúva de Sarepta:
1) A generosidade é um modo de vida, independentemente das circunstâncias.
2) Nunca subestimemos o milagre num acto de bondade.
4) O milagre que aconteceu naquela época ainda hoje funciona.
5) O amor e o cuidado de Deus estão sempre disponíveis.

6) Há promessa de provisão para os fiéis.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

FICAR DE PÉ

Há uma frase célebre que diz o seguinte: “Se tu não representas nada, então tu vais-te apaixonar por tudo." Eu acho que há alguma verdade nessa afirmação. Há milhares de pessoas nas nossas escolas, locais de trabalho, etc., que não estão realmente vivendo com um propósito, e são facilmente influenciadas pela cultura e costumes dos dias de hoje.
Em Daniel, capítulo 3, o rei Nabucodonosor tinha mandado fazer uma imagem de ouro. E ele instruiu o povo curvar-se e a adorar esta estátua, assim que a “sua banda” começasse a tocar (“Quando ouvirdes o som da buzina, do pífaro, da harpa, da sambuca, do saltério, da gaita de foles, e de toda a sorte de música, vos prostrareis, e adorareis a imagem de ouro que o rei Nabucodonosor tem mandado levantar.” Daniel 3:5).
A recusa a essa ordem era punível com a morte (“E qualquer que não se prostrar e a não a adorar, será na mesa hora lançado dentro do forno de fogo ardente.” Daniel 3:6).
Quando a “banda” começou a tocar, centenas de milhares de pessoas inclinaram-se em adoração a esta imagem de ouro, excepto Sadraque, Mesaque e Abedenego. Eles ficaram de pé, fiel às suas convicções e lealdade a Deus.
Algum milhares de anos depois, a cultura em que vivemos ainda se está curvando às imagens.
Estão se curvando às imagens que são passadas na televisão, nas revistas e na internet. Ele define a maneira como as pessoas pensam, agem, falam e vivem. E isso restringe as vidas das pessoas.
Tu já sentiste a pressão de pensar, agir, falar e viver de uma maneira que tu sabes que para Deus não seria motivo de orgulho?

Vamos recusar-nos a curvar-se à imagem e à cultura do nosso mundo e decidir ser os jovens que vivem segundo a Palavra de Deus. Sê corajoso. Sê forte!

sábado, 21 de maio de 2016

PROVAÇÕES

Nós todos vamos enfrentar provações na vida. Num mundo descrente, é difícil ver qualquer coisa produtiva. Quando o mundo vê tudo como devastação e destruição que resulta em nada, Deus vê oportunidade de produzir alegria e força nas nossas vidas. Quando a colocamos nossa fé em Deus, confiamos que Ele vai trabalhar todas as coisas para o nosso bem.
Alegria é diferente de felicidade. A alegria é uma qualidade espiritual, enquanto a felicidade é uma resposta emocional. A felicidade é muitas vezes dependente do que está acontecendo connosco, enquanto a alegria é algo que acontece em nós.  
Quando cremos em Jesus, encontramos alegria em todas as coisas, porque nós confiamos no seu coração e na Sua vontade de cumprir as Suas promessas e abençoar a nossa vida com o Seu propósito.
As provas e os testes revelam o conteúdo dos nossos corações (Mateus 4:11: “Então diabo o deixou; e, eis que chegaram os anjos, e o serviram.”) Existem provas que vêm do nosso inimigo e testes que Deus permite para nos amadurecer. Deus é por nós (“Que diremos pois a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?” Romanos 8:31) e quer-nos a passar pelas provas com a Sua força. Quando nós confiamos em Deus, no desafio, Ele produz resistência dentro de nós, e o Seu Espírito é activo na nossa vida.

Deus quer nos levar para um nível diferente de força. Deus está connosco através de todas as coisas e está trabalhando dentro de nós para nos tornar maduros. Deus quer-nos a caminhar na vida, cheio da Sua sabedoria, saudáveis e fortes no Seu Espírito. Vamos viver as nossas vidas confiando em Deus, acreditando que Ele está sempre connosco!
CLICA EM CIMA

domingo, 15 de maio de 2016

A ORAÇÃO FAZ FLORESCER A NOSSA VIDA

Há pessoas presunçosas que pensam que podem viver sem oração. Algumas dessas pessoas chamam-se cristãos, que nunca tem tempo para falar com Deus. Como resultado, a sua relação com Ele não consegue florescer da maneira que deveria.
Deus criou-nos para conhecer e desfrutar a bênção de um relacionamento pessoal com Ele. No Jardim do Éden, Adão caminhava e conversava com Deus sem inibição, e foi só quando o pecado o separou de Deus que ele se escondeu (“E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me.” Génesis 3:10).
Muitas pessoas ainda hoje procuram esconder-se de Deus, não percebendo que através de Jesus Cristo, elas podem ser perfeitamente reconciliadas (“E tudo isto provém de Deus que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo…” 2Coríntios 5:18).
A Bíblia fala de uma parábola que o Senhor Jesus falou sobre o dever de orar e não desanimar, ou desfalecer (“E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer.” Lucas 18:1)
Infelizmente há muitos que acham difícil a oração porque percepções erradas ou tradições sobre a oração mantêm-nos afastados de um relacionamento pessoal com Deus.
O Senhor Jesus estava em constante comunicação com o Pai e nunca agiu sem a Sua instrução (“Porque eu não tenho falado de mim mesmo; mas o Pai, que me enviou, Ele me deu mandamento sobre o que hei-de dizer e sobre o que hei-de fazer. E sei que o Seu mandamento é a vida eterna. Portanto o que eu falo, falo-o como o Pai mo tem dito.” João 12:49,50).
Nós também podemos ler, na Bíblia, como Jesus se comunicava com aqueles que estavam perto d’Ele. Ele não só ensinava aos Seus discípulos verdades espirituais, mas Ele também falou naturalmente com eles. Eles foram capazes de ser honestos e perguntar-Lhe qualquer coisa.
Este é um padrão maravilhoso de como o nosso relacionamento com Deus pode ser assim.
 A comunicação com Ele não é baseada em frases repetitivas ou orações religiosas, mas em vez disso podemos desfrutar de um íntimo relacionamento com Ele (“Porém, Ele retirava-se para os desertos, e ali orava.” Lucas 1:16).
Tu podes desfrutar de um tempo para falar com o Senhor enquanto estiveres a correr, dirigindo o teu carro ou mesmo sentado num avião (“Quero pois que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda.” 1Timóteo 2:8).
Quando a tua vida de oração floresce, tu podes sentir o seu efeito em cada área da tua vida (“E tudo o que pedirdes na oração, crendo, o receberás.” Mateus 21:22).
 Nós podemos fazer a diferença orando em conjunto (“E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos, e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a Palavra de Deus.” Actos 4.31).




quinta-feira, 12 de maio de 2016

COMPARAÇÃO?

Tu (e eu) obtens estima a partir das coisas que fazes? Tu comparas-te com outras pessoas? Achas que mereces mais respeito e mais honra do que os outros?
Promoção não vem de outras pessoas ou do que acontece à nossa volta, ela vem de Deus. Confiar em Deus significa que iremos manter o tipo de espírito que acredita que Deus abrirá as portas para nós.
Tentar encontrar a nossa estima a partir daquilo que fazemos constrói toda a sorte de coisas erradas no nosso espírito. Medir a nossa vida de acordo com o que é ou não justo é a receita para o desencorajamento e ressentimento. "Por quê eles e não eu?” 2Coríntios 10:12,13: “Porque não ousamos classificar-nos, ou comparar-nos com alguns, que se louvam a si mesmos; mas estes que se medem a si mesmos, e se comparam consigo mesmos, estão sem entendimento; porque não nos gloriamos fora de medida, mas conforme a recta medida que Deus nos deu, para chegarmos até vós.”
            Julgamos os outros comparando-nos a nós mesmos ou pensando no que eles merecem? "Eu mereço estar sentado na frente do avião, não aqui atrás entre esses dois bebés chorões!" Mas se Deus nos desse o que realmente merecemos, estaríamos todos “entalados”!

Comparação é um jogo mortal que não dá pra vencer. Nós vamos sempre vir em segundo. Sempre vai haver alguém mais bonito, mais inteligente, mais espiritual.
Se não fosse pela graça de Deus, onde estaríamos? Deus promove quando Ele quer promover. Ele abre portas quando Ele quer abrir. Vamos manter o nosso espírito livre da busca por promoção ou posição. Tenho aprendido que se Deus põe autoridade e credibilidade na minha vida, o meu título é irrelevante. Honra as pessoas porque elas têm valor em Deus, não pelo título delas.
Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.” Romanos 12:10

segunda-feira, 9 de maio de 2016

OBEDIÊNCIA

A esposa de Manué foi visitada por um anjo de Deus num momento em que Israel estava sob a opressão dos filisteus por causa da sua desobediência. Manué e sua esposa foram um casal sem filhos e eram ambos piedosos e obedientes a Deus. E Deus respondeu à sua fidelidade, dando-lhes um filho, Sansão, o último dos juízes. A maior lição que podemos aprender com a esposa de Manué é viver uma vida de obediência.
 A obediência é uma opção.
 A obediência é uma estratégia.
 A obediência é uma postura.
 A obediência é o primeiro mandamento com promessa e a chave para muitas portas.
 A obediência nem sempre é confortável, mas é mais seguro do que a alternativa.

 A obediência levanta-nos do natural para o sobrenatural.

WEBTV ClubeMais+