quinta-feira, 13 de setembro de 2012

PERMITE QUE DEUS TE MOLDE

Imagina uma chávena de porcelana a dizer: "Nem sempre fui assim. Comecei por ser um pedaço frio, duro e opaco de barro. Um dia um oleiro pegou em mim e disse: "Consigo criar alguma coisa com isto." Depois ele começou a moldar-me e dar-me a forma. Eu perguntei: "O que é que estás a fazer? Isso dói. Pára!" Mas ele disse: "Ainda não." Depois, levou-me até uma roda, e fez-me girar às voltas e às voltas, até eu gritar: "Tira-me daqui!" "Ainda não", respondeu ele. De seguida, moldou-me em forma de chávena e colocou-me num forno bem quente. Eu supliquei-lhe: "Deixa-me sair daqui, estou a sufocar." Ele olhou para mim e disse: "Ainda não." Quando me retirou de lá, eu pensei que o trabalho estava terminado. Mas logo de seguida o oleiro começou a pintar-me. E eu não consegui acreditar naquilo que ele fez depois disso. Voltou a pôr-me no forno. Eu reclamei: "Não aguento isto, por favor deixa-me em paz!" Mas ele limitou-se a dar a mesma resposta de sempre: "Ainda não." Finalmente, tirou-me do forno e colocou-me numa prateleira durante tanto tempo que pensei que se tinha esquecido de mim. Um dia, veio buscar-me e levou-me até ao espelho. Não conseguia acreditar nos meus olhos. Eu tinha-me transformado nunca linda chávena que toda a gente desejava ter!"
Passaram-se coisas na tua vida que tu nunca compreendeste. Mas quando finalmente chegares ao lugar que Deus tem para ti perceberás que Ele tem estado a moldar-te em algo que irá abençoar, não só a ti, mas também os outros. Por isso, permite que Deus te molde!

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Deus ama-te, mesmo!

 As nossas mentes limitadas não conseguem compreender o amor de Deus, porque vem sem cordas amarradas. Ele não nos ama "se", mas "apesar de". Enquanto pai, tu podes não aprovar o comportamento do teu filho, mas amas-o e aceitas-o sempre. Isto não faz confusão? Temos um ego tão grande que achamos que há certos pecados que Deus não consegue ultrapassar, como aqueles que não nunca cometemos. Entende isto: O padrão de Deus é a perfeição e nós nunca podemos atingir a perfeição! A graça é a única esperança que qualquer um de nós pode ter.
O nosso amor para com Deus está relacionado com o nível de perdão que recebemos d'Ele. Os fariseus ficaram chocados porque o Senhor Jesus permitiu que uma mulher com má reputação se ajoelhasse aos Seus pés, os banhasse com as suas lágrimas e os secasse com o seu cabelo. Não queria dizer que o Senhor não soubesse, queria dizer que Ele não se importava! Vem como estás ao Senhor. Ele não se importa com o teu estado. Ele quer perdoar-te e dar uma vida nova!

WEBTV ClubeMais+