quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

FÉ e FANTASIA

Muitas pessoas foram enganadas no que diz respeito aos sonhos. O que se diz: "Se acreditares, consegues alcançar" simplesmente não é verdade. Quase todas as crianças sonham ser capazes de voar como um pássaro, mas isso vai acontecer, não importa o quanto imaginam isso. Já vistes aqueles programas em que as pessoas tentam mostrar as suas habilidades artísticas? Alguns dos participantes não fazem ideia das suas capacidades. Cantam fora do tom, gritam e uivam. E quando o júri lhes diz que não são suficientemente bons, estes aspirantes a estrelas fazem uma birra e dizem: "Essa é apenas a sua opinião, eu sou óptimo."
Todos precisamos de uma dose de realidade. A fé não é fantasia. Não é o poder da mente. Não é como ganhar a lotaria. As pessoas que pensam assim acreditam que se estiverem no sitio certo à hora certa e tiverem os relacionamentos certos, pronto, a sua fantasia torna-se realidade! Não seria bom se fosse assim tão fácil? Ralph Waldo Emerson escreveu o seguinte: "As pessoas superficiais acreditam na sorte...as pessoas fortes acreditam na relação causa/efeito." Quando Deus te dá um sonho, tu precisas de fé para o fazer avançar. Então a pergunta que tens de fazer a ti mesmo é: "O meu sonho vem de Deus?" Quando vem, tu tens os dons e talentos necessários para o realizar. E se te faltar algo, Deus irá providenciar relacionamentos e recursos adicionais. O problema com perseguir uma fantasia é que, enquanto o fazes, não estás a cumprir o sonho de Deus para a tua vida!

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

ESTÁS APENAS A COMEÇAR?

Tudo o que é grande começa com algo pequeno, e a tua atitude no início, muitas vezes, determina o teu sucesso no final. A Bíblia diz: "Porque quem despreza o dia das coisas pequenas?" (Zacarias 4:10). Deleita-te naquilo que Deus te dá para começares, porque Ele fá-lo! Agradece-Lhe pelos teus pequenos começos. Antes do final da seca e da chegada da chuva, Elias viu uma nuvem do tamanho da mão de um homem (1Reis 18:44). Era muito pequena mas ele rejubilou porque era um sinal de que coisas maiores viriam. Não destruas a tua semente de esperança, algo pequeno, mas alguma coisa é melhor que nada. Pega nessa semente e semeia-a, orando por ela e acreditando que Deus a fará crescer. Muitas pessoas lançam a sua semente fora. Quando "desprezamos" algo, diminuímos o seu potencial, não reparamos ou não queremos saber. Se não cuidamos do que Deus nos dá, acabamos por perder essa dádiva. E se perdermos a nossa semente não desfrutaremos da nossa colheita. Hebreus 13:5 diz-nos para nos contentarmos com o que temos, depois prossegue e diz: "...porque Ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei." É por isto que tu podes contentar-te com os teus pequenos começos. Tu sabes que aquilo que Deus começa, Ele completa. Então sê paciente, sê expectante e continua a seguir em frente (Hebreus 10:35,36).

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

ACONTECE POR ETAPAS

Se estás à espera que uma promessa que Deus te fez seja cumprida, repara bem nas palavras do Senhor Jesus:
"E dizia: O Reino de Deus é assim como se um homem lançasse semente à terra, e dormisse, e se levantasse de noite ou de dia, e a semente brotasse e crescesse, não sabendo ele como. Porque a terra por si mesma frutifica, primeiro a erva, depois a espiga, por último o grão cheio na espiga. E quando já o fruto se mostra, mete-lhe logo a foice, porque está chegada a ceifa." (Marcos 4:26-29).
Primeiro: Há a fase "Eu não sei". A tua semente está na terra, quando produzirá colheita é inteiramente da responsabilidade de Deus. Mas a Sua Palavra assegura-te que isso irá acontecer.
Segundo. Vem a fase da "erva". É só uma folhinha movendo-se com a brisa mas é o suficiente para te encorajar e para te mostrar que a resposta vem a caminho.
Terceiro. Vem a fase da "espiga". Agora já se começa a parecer com aquilo que oraste. Certamente tens a regado com oração, fertilizado com a Palavra de Deus e a tens protegido de tudo aquilo que a pode arrancar (dúvidas principalmente).
Quarto. A fase do "fruto". É aqui que Deus diz: "Lança a tua foice porque a colheita chegou!" 
Seja qual for a fase em que te encontras hoje, firma-te na promessa de Deus e continua a confiar n'Ele. Ele não te vai nunca desapontar!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

NÃO TENHAS MEDO DE FALHAR

O Salmista escreveu: "Antes de ser afligido andava errado; mas agora guardo a Tua Palavra." (Salmo 119:67). Ao fazer as coisas de forma errada, ele acabou por aprender a fazê-las da forma correcta. A verdade é que quando tu falhas numa área, isso pode levar-te a explorar outras. A maior parte dos sucessos da vida baseiam-se no princípio de tentativa e erro. Muitas vezes o falhanço não é cair perto da meta, é simplesmente não fazer o esforço necessário. O falhanço, na verdade, pode ajudar-te a descobrires a tua área de sucesso. Por exemplo, quando tu odeias o teu trabalho é muito provável que não sejas muito bem sucedido profissionalmente, No entanto, é ao perderes essa posição que tanto odiavas que te poderás sentir pressionado a procurar aquilo que realmente gostas de fazer, e és chamado para fazer.
Uma outra vantagem de falhar é que isso faz com que tu sejas menos crítico em relação às outras pessoas. Quando se sente o que é falhar torna-nos mais compreensíveis. Em vez de apontares um dedo acusador, vês a necessidade de estender uma mão amiga. Em vez de disseres disparates como: "Não acredito que fizeste isso!", recordas-te do poço de onde Deus te tirou e dizes com gratidão: "Já passei por isso!" Tu sabes o que custa falhar, e sentes a dor dos outros porque já passaste por isso. Isto faz de ti um amigo melhor, um melhor conselheiro e um melhor exemplo da graça!

domingo, 11 de janeiro de 2015

LIÇÕES DA RESSURREIÇÃO DE LÁZARO

Da história de Jesus a ressuscitar Lázaro dos mortos, aprendemos certas lições. A primeira lição tem a ver com a razão. Não podemos ter fé enquanto não esgotarmos todas as soluções razoáveis. Maria e Marta não pediram para chamar Jesus antes de terem feito tudo o que podiam por Lázaro. Sejamos razoáveis, se conseguirmos fazê-lo, Deus não o fará por nós. Por exemplo: A menos que estejas disposto a mudar a tua dieta e começar a comer bem, como podes dirigir-te a Deus com confiança para pedir a cura? A menos que estejas disposto a colocar as tuas necessidades acima do teu cônjuge, qual é a lógica de orar por um casamento feliz?
A segunda lição tem a ver com relacionamentos. Algumas pessoas só se viram para Deus quando passam por uma crise. A oração é um conceito estranho para elas até terem um acidente, ou o seu casamento se desmoronar, ou até perderem o seu emprego. Depois, incrivelmente dizem: “Deus, porque deixaste isto acontecer?” 
É difícil pedir ajuda a alguém quando se tem problemas se não se passou tempo nenhum a construir uma relação com essa pessoa. Jesus esteve muitas vezes em casa de Maria e Marta comendo à mesa com elas. Elas davam, não tiravam!

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

ESCOLHE AS PESSOAS QUE DEUS ESCOLHEU

Quer estejas no Ministério ou no mundo dos negócios, aqui ficam algumas dicas que poderão te trazer sucesso:
1) Certifica-te que as pessoas que escolheste são as pessoas que Deus escolheu para ti. Isto apela a uma abordagem cuidadosa e a muita oração no momento da contratação. Contratar não é divertido e despedir não é uma agonia. Mas também o é tentar corrigir os erros das outras pessoas!
2) Procura aqueles a quem Deus deu "sabedoria, entendimento e ciência" (Êxodo 3:1-6). Não só tem de ter o conjunto certo de capacidades, mas também têm de ter o mesmo espírito que tu tens; de outra forma estás no caminho do conflito.
3) Não coloques o teu futuro nas mãos de qualquer pessoa, independentemente do quão dotado seja. Deus tem sempre as pessoas certas para te ajudar a levares a visão em frente.
4) Certifica-te que os objectivos que estabeleceste estão alinhados com a vontade de Deus. As ideias são importantes, as pessoas são importantes, mas o plano de Deus será sempre mais importante!

domingo, 4 de janeiro de 2015

TAL COMO É

Já alguma vez entraste numa loja com descontos onde a mercadoria tem etiquetas que dizem: "Com defeito"? Muitas vezes não te dizem onde está o defeito e uma vez comprado o produto não podes devolvê-lo. Bem, no caso de não teres reparado, todos nós vivemos um pouco neste departamento. Pára e pensa nas pessoas da tua vida. São um saco com uma mistura de pontos fortes e de fraquezas, virtudes e vícios, certo? Se procuras a perfeição, estás na loja errada. Onde quero chegar com isto? É que a única forma de termos uma relação bem sucedida com alguém é aceitar essa pessoa "tal como é". Não caias no mito que diz que a maioria das pessoas são normais, excepto aquelas que fazem parte da tua vida. Com base nesse mito, os relacionamentos são uma procura infindável para "compor" os outros, controlá-los, ou fingir que são algo que eles não são.
Thomas Merton disse: "O amor é deixar que aqueles que amamos sejam perfeitamente eles próprios, e não os mudar para se adequam à nossa imagem. Se assim não for, apenas amamos o reflexo de nós mesmos que vemos neles. Um sinal de maturidade espiritual é ter consciência de que ninguém é perfeito, e comprometer-se a amar as pessoas apesar disso."
O Apóstolo Paulo escreveu: "Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se algum tiver queixa contra outro; assim, como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também." (Colossenses 3:13).
Amar alguém, "tal como é", significa focar-se nos seus pontos fortes e apoiar a pessoa nas suas áreas de maior fraqueza. "Então e os seus defeitos?", perguntas tu. "...porque o amor cobrirá a multidão de pecados." (1Pedro 4:8).

sábado, 3 de janeiro de 2015

A VIDA QUE DEUS QUER QUE TU VIVAS

Três verdades importantes para te ajudar a desfrutar da vida que Deus quer que vivas neste ano de 2015:
1- Acredita que Deus quer que tenhas sucesso. Desiste da ideia anti bíblica de que a vida não tem valor. Deus tem um trabalho especial para ti, aqui e agora (“Porque eu bem sei os pensamentos que penso de vós, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.” Jeremias 29:11). E o que é isto de “sucesso”? Sucesso é a realização de um objectivo dado por Deus, que nos faz sentir bem.

2- Consulta Deus antes de estabeleceres os teus objectivos. Se estás constantemente confuso e em stress, podes estar no caminho errado. Volta atrás e confirma com Deus a vontade de Deus para ti é que sejas bem-sucedido nestas seis áreas: a) espiritual; b) Relacionamentos; c) Física; d) Mental; e) Social; f) Financeira. Salmo 1:3: “Pois será como a árvore plantada junto a ribeiros de água, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cujas folhas não caem, e tudo quanto fizer prosperará.”

3- Investe em ti próprio.A sabedoria é a coisa principal; adquire pois a sabedoria; sim, com tudo o que possuis adquire o conhecimento.” (Provérbios 4:7). Se estás disposto a gastar dinheiro em bons restaurantes, boas roupas, ou outra coisa, mas não a gastar em bons livros, o teu destino já está determinado. E o primeiro Livro no qual precisas de investir é a Bíblia. João diz: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (João 1:1). Isto significa que cada vez que lês a Palavra de Deus estás a depositar mais de Deus em ti. Cultiva um espírito disposto a ser ensinado. “O sábio ouvirá e crescerá em conhecimento.” (Provérbios 1:5). 
Esta é a vida que Deus quer que vivas!

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

PÁRA DE CONTRADIZER DEUS

Estás a fazer aquilo que acreditas ser a vontade de Deus, no entanto, as coisas não estão a funcionar como esperas? Deus tem uma perspectiva diferente, uma perspectiva melhor. Não há problema em questioná-Lo, mas não podes duvidar d'Ele, nem contradizê-Lo. Na Sua Palavra Ele diz:"Porque os Meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os Meus caminhos, diz o Senhor." (Isaías 55:8). Quando disse a Moisés que ele iria libertar os israelitas do Egipto, Moisés ficou muito motivado. Mas as coisas não correram como ele imaginou, porque Faraó dificultou-lhe a vida durante algum tempo. Então, em vez de se tornar um herói, Moisés passou uma fase em que foi criticado e incompreendido. Mais tarde, quando outras coisas não aconteceram como Moisés esperava, ele sentiu-se desencorajado e queixou-se: "Senhor, porque fizeste mal a este povo? Porque me enviaste?" (Êxodo 5:22). Moisés não compreendia os resultados da sua obediência, porque Deus não lhe disse exactamente como as coisas iriam acontecer.
Normalmente as nossas frustrações têm pouco a ver com o que Deus faz ou não faz, e tudo a ver com as nossas ideias erradas sobre o que pensamos que Ele deveria fazer. Quando tentas analisar Deus, acabas sempre frustrado. Jesus disse a Pedro: "O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois." (João 13:7). Só quando olhamos para trás é que vimos como Deus nos guiou. Ele é o melhor no que faz, e o Seu histórico prova-o.
Neste novo ano de 2015, confia mais em Deus e deixa de O contradizer!

WEBTV ClubeMais+