terça-feira, 29 de março de 2016

SÁBADO

Os discípulos devem ter sentido o dia a seguir (sábado) à morte de Jesus como o dia mais longo das suas vidas. A luz da manhã nesse dia era dolorosa. Nas suas mentes os eventos de ontem (sexta-feira) não poderiam ter realmente acontecido. Eles perderam o Seu Senhor, o Seu amigo, a Sua esperança. Eles devem ter-se sentido como alguém que perde algo que está segurando.
Será que tudo o que Ele disse é verdade? Eles tinham visto os milagres com os seus próprios olhos, experimentaram a santidade e a bondade de Jesus face a face. Eles sabiam quem era Ele, e ainda assim Ele foi.   Há dias em que, embora tenhamos a certeza que andamos com Deus, as nossas circunstâncias por vezes sugerem que Ele não está connosco. É mais fácil acreditar quando vimos. Mas, porque não podemos vê-Lo, ficamos na mesma situação dos discípulos: Ele falhou!
 No entanto, sabemos o fim da história. Tudo o que aconteceu naquele domingo há muito tempo muda tudo sobre a nossa vida! Os discípulos não sabiam a história da ressurreição, mas nós sabemos!   Neste dia acredita que Jesus é a esperança que se levantou do túmulo para estar ao teu lado em tudo o que estás enfrentando. Não há nada que pode nos separar do Seu amor. O Domingo chegou! Aleluia! Mesmo quando vem à nossa vida um sábado decepcionante, mesmo quando as nossas expectativas não foram satisfeitas, lembremo-nos de que o Seu plano para nós sempre termina como ele prometeu: Com vitória! Jesus OBRIGADO, porque mesmo nos nossos momentos mais complicados estás trabalhando. Nós agradecemos-lhe porque Ele é maior do que a nossa dúvida, maior do que a nossa preocupação, maior do que a sepultura.    Damos-lhe todo o louvor. Porque mesmo quando nos questionamos Ele ama-nos! Ele luta para nós. Nós agradecemos-lhe porque o sábado não dura para sempre e que o domingo é Chegado!

segunda-feira, 21 de março de 2016

MINHA FÉ, MINHA FORÇA!

O nosso Deus é incrível em ser fiel. A nossa fé está no nosso Deus, não na nossa fé. A nossa fé é forte por causa de Jesus, não por causa da nossa força. Para sermos mais do que vencedores, a nossa fé tem de estar unicamente em Jesus.
A fé é como um músculo que é reforçado através do exercício. Se não há nada para superar, não há nenhuma necessidade de termos fé. Só pela fé em Deus temos acesso à Sua graça e promessas (Hebreus 11:6: “Ora, sem fé é impossível agradar-Lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que é galardoador dos que O buscam.”
Deus tem promessas para nós. O que Deus nos prometeu – A Sua vida, paz, alegria, amor - são demasiado importantes para permitirmos que o inimigo as tire. Podemos resistir ao inimigo por meio da fé em Jesus, e recusarmos a deixar que a dúvida, a incredulidade minem a nossa fé.
Quando a oposição ou tentação vêm, nós estamos fortes e vencemos uma batalha de cada vez, para que possamos obter as promessas de Deus.
Uma fé forte não é apenas palavras - a nossa fé torna-se mais forte à medida que o foco dela é sobre a grandeza de Deus.
 Nós confiamos que somos filhos de Deus, o nosso Pai é o Rei dos Reis, e Jesus nos deu a vitória. Nós estamos na Palavra de Deus e na Sua sabedoria no poder do Espírito Santo e permanecemos fiéis às nossas convicções sobre quem é Deus e a Sua obra em nossas vidas.
As nossas acções e tomadas de decisão são o fruto da nossa fé. Com fé, temos esperança para o futuro.

 Que possamos ser fiéis como Ele é fiel; confiando n’Ele em todas as coisas, colocando-O em primeiro nas nossas vidas.

terça-feira, 15 de março de 2016

RUTE

Rute escolheu ficar com Noemi e para voltar com ela para Israel, mesmo sendo ela própria uma moabita (Rute 1:4). Ela escolheu para ser fiel a Noemi e ao Deus de Israel. A história da lealdade de Rute tornou-se uma história de liberdade.
Deus precisa de pessoas que são leais a Ele, e para as coisas certas na vida, porque, se nós encontrámos a liberdade n’Ele, podemos ajudar os outros a encontrar a liberdade também.
Rute tinha uma escolha de quem, ou o que, se a agarrar. Um "sim" a uma escolha é um "não" para outraComo foi que os "sim" foram testados na tua vida?
Existem três qualidades de lealdade reveladas na história de Rute:
- É uma decisão que envolve a determinação e convicção.
- Não há como voltar atrás (1:17).
- Ela tem uma postura imóvel (1:18).

segunda-feira, 14 de março de 2016


CLICA EM CIMA

A MENINA ESCRAVA

A empregada doméstica da esposa de Naamã era uma escrava. Ela tinha sido levada da sua terra natal, da sua família e amigos para uma terra estranha, com deuses estranhos.
Ela não tinha nenhuma expectativa de voltar algum dia e não há nenhuma razão para supor que o seu senhor o fizesse.
O que se pode esperar de alguém que viu a sua vida arruinada, e vê agora essa pessoa à beira da morte? Mas o seu papel nesta história é crucial como ela própria demonstrou. A grande lição que se aprende do gesto desta menina é sobre o que significa amar os nossos inimigos.
- Ela sentiu compaixão pelo sofrimento do seu inimigo
- Ela escolheu a ocasião para demonstrar o seu amor
- Ela compartilhou a sua fé na bondade de Deus

quarta-feira, 9 de março de 2016

CRISTO É SUFICIENTE

Ao longo das nossas vidas estamos sempre a precisar de várias coisas. Mas saber que Cristo é suficiente é um dos maiores confortos e promessas que pudemos ter como cristãos.
Vivemos em um mundo frenético onde é habitual dar só valor às conquistas e elogios. Constantemente o ser humano tenta provar ser digno o suficiente para ser aprovado pelo mundo e por Deus. Contudo; o esforço é cansativo e vão, porque só em Jesus, encontramos a nossa justiça e valor. Ele é realmente suficiente em todos os nossos pontos fortes e fracos.
No Seu plano de redenção, Ele, que não conheceu pecado se tornou pecado para que n’Ele possamos ser a justiça de Deus (2Coríntios 5:21). Jesus ao morrer na cruz, significa que a nossa tendência a nos preocuparmos e estarmos ansiosos é inútil. Em Jesus habita toda a bondade da divindade (Colossenses 2:9) e Deus é bom e ama o Seu povo e quem está n’Ele, tem o suprimento de todas as necessidades (Filipenses 4:19).

 Apesar das provações e tentações que enfrentamos, Jesus está sentado no trono e o céu é a nossa casa. Portanto, podemos olhar para cada situação, sabendo que Cristo é suficiente e é capaz.

quinta-feira, 3 de março de 2016

A FORÇA DE UMA DECISÃO

Todos os dias tomamos decisões. Seja de saúde, finanças, familiar, etc., todos nós podemos apontar inúmeras situações passadas todos os dias, onde uma decisão tem de ser tomada. Algumas dessas decisões tiram-nos por vezes da nossa zona de conforto, mas se não as tomarmos a vida continua na mesma, e por vezes até perdemos a oportunidade de sermos abençoados, porque só pensámos no desconforto que podemos passar.
Então, onde é que vamos encontrar força para tomar uma posição?
Em Lucas 18:35 um homem cego está sentado a mendigar. Como Jesus se aproximou, ele tinha uma escolha a fazer. Ou ele poderia continuar tranquilo ou ele corre o risco de humilhação e decide clamar a Jesus por sua cura.
O que o fez decidir? Eu acho que ele ponderou as duas únicas opções que tinha: Desespero ou Contentamento. Cego para o resto de sua vida ou Ganhar vista.  
O resultado de tomar uma decisão foi o ganho de não permanecer mais o mesmo.
Existem áreas na sua vida, onde tu sabes que precisas de tomar uma decisão? Talvez seja para os outros? Talvez seja algo que Deus tem falado contigo pessoalmente?
Imagina o que a vida seria se, depois de tomares uma decisão, tudo saiu como planeado. Imagina a tua vida sem vergonha, amigos e familiares salvos, etc. Compara isso com a vida como ela é agora. Vale a pena?
Os não-cristãos e até mesmo outros cristãos disseram ao homem para que se calasse, mas a sua condenação (continuar cego) foi maior do que a sua oposição. Ele gritou ainda mais. Ele ficou desesperado.
A parte surpreendente é que no versículo 43, diz: “que ele recuperou a vista e seguiu Jesus."

Alguma coisa aconteceu além de apenas uma cura; o suficiente para que este homem decidisse tornar-se um discípulo de Jesus!

terça-feira, 1 de março de 2016

NA FAIXA DA FÉ

Uma das primeiras coisas que temos de perceber se queremos viver uma grande vida é que a vida é uma viagem. Demasiadas pessoas podem sabotar o nosso futuro, porque eles não entendem ou não estão dispostos a passar pelo processo de crescimento e de reforço da sua capacidade.
Deus é inflexível quando se trata de lidar com o nosso coração, corpo, alma e espírito e as suas questões. Antes de Deus se mover através de nós, Ele deve primeiro mover-Se em nós.
Zacarias 4:10 adverte contra desprezarmos o dia das coisas pequenas. Começa onde estás e sê fiel com o que está na tua mão e coração. Não caias na armadilha do "um dia, quando..."
A nossa vida hoje pode ser como um pedaço de papel em branco, mas Deus quer nos levar muito além de qualquer coisa que nós possamos imaginar (Efésios 3:20).
A fé que tens hoje, pode não ser ainda suficientemente grande para creres naquilo que Deus tem para o teu futuro. Mas coloca hoje diante d’Ele esse “pedaço de papel em branco” (a tua vida), e faz apenas esta pequena oração: “Senhor acrescenta-me a fé…”, e deixa que seja Ele a escrever a tua história!
A fé é o elemento chave que te vai levar a viver a tua vida em grande. Deus nos não criou para vivermos uma vida de mediocridade. Não! Nós fomos criados para viver a vida na FAIXA DA FÉ.

Mas atenção: Esta FAIXA não deve ser confundida como a "faixa rápida", porque muitas vezes é exactamente o oposto. Fé e paciência = a promessa (Hebreus 6:12).

WEBTV ClubeMais+