quarta-feira, 27 de novembro de 2013

QUE TIPO DE TERRENO ÉS TU?

A semente da Palavra de Deus é sempre produtiva. A única variável é o terreno do nosso coração. Na parábola do semeador o Senhor Jesus fala sobre diferentes tipos de terreno: 1) Terreno duro. No tempo de Jesus, pisadas endureciam o campo do agricultor. Qualquer semente que caísse neste tipo de terreno murchava e morria. Tem cuidado, quando já foste pisado e te desapontaram. Podes ficar insensível, podes desenvolver um escudo duro e impenetrável que faz com que seja fácil para o diabo chegar e roubar a semente da Palavra de Deus, antes que esta tenha hipótese de crescer. A oração impedirá isso de acontecer. 2) Terreno superficial. No tempo de Jesus, a maior parte da terra agrícola eram apenas algumas polegadas de terra sobre a rocha, sem nada que sustivesse as raízes. Alguém escreveu: "A superficialidade é a maldição da idade. Vivemos num mundo de relações frívolas, conversas superficiais e momentos apressados de oração. Saltamos de uma actividade espiritual para outra sem nenhum sistema verdadeiro de enraizamento. 3) Terreno desordenado. Este tipo de terreno está cheio de ervas daninhas. Não há espaço para mais nada. A desordem acontece com muita facilidade e é perigosa porque é muito subtil. Já reparaste quantas vezes és "bombardeado" com garantias de que as coisas materiais te trarão felicidade? Cai na realidade! Faz uma análise ao terreno (coração) e tira todas as ervas daninhas que estão a impedir o teu crescimento espiritual. Assim que o teu coração estiver mais macio, a tua devoção mais profunda e a tua vida mais organizada e limpa, serás um bom terreno que produz frutos para Deus!

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

A BATALHA TERMINOU

Escapar ao passado não é suficiente. De preferência, o poder dele sobre ti deve ser quebrado, de outra forma vai-te perseguir o resto da vida. Quando tu rompes com alguma coisa que continua a tentar recapturar-te, é crucial conseguir a vitória sobre isso, de outra forma não vais conseguir seguir em frente e apreciar as bençãos que Deus tem preparadas para ti. É chocante pensar que algo acabou e depois descobrir que afinal não é bem assim. Mas lembra-te que, foi Deus que permitiu a faraó perseguir Israel até ao Mar Vermelho. Porquê? Por duas razões: Primeira: "...para fazer estes meus sinais no meio dele." (Êxodo 10:1). Deus quer que tu vejas que quando depositas n'Ele a tua confiança, os obstáculos e a oposição não significam nada. Ele quer que esta experiência seja um marco na tua memória, de onde retiras fé quando enfrentas o problema seguinte. Segunda: "E para que contes aos ouvidos de teus filhos, e dos filhos de teus filhos, as coisas que fiz no Egipto, e os meus sinais, que tenho feito entre eles; para que saibais que eu Sou o Senhor." (Êxodo 10:2). Tu não tens de continuar a viver debaixo do poder do diabo. Tal como aconteceu quando o anjo da morte passou pelas casas dos israelitas, quando o sangue de Jesus é, pela fé, aplicado na porta do teu coração, a tua situação muda. Tu deixas de ser um escravo para passares a ser filho de Deus. Abuso, álcool, raiva, abandono podem fazer parte da história do teu passado, mas já não fazem parte do teu futuro!
Deus pode resolver o teu problema de formas diferentes, mas por vezes leva-te através do Mar Vermelho para que quando chegares ao outro lado possas olhar para trás e ver o faraó (diabo) e os seus exércitos "...mortos na praia do mar." (Êxodo 14:30) e ver que a batalha já terminou!

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

É UM TESTE DE FÉ

Quando o Senhor Jesus explicou o quão poderia ser segui-Lo, alguns dos Seus discípulos afastaram-se. No entanto, o impacto daqueles que ficaram ainda se sente hoje no mundo. Quando escreveram as suas epístolas, os Apóstolos tinham aprendido a ver cada teste na sua vida como uma oportunidade de fortalecer a sua fé e aumentar a sua eficácia.
Os testes de fé são oportunidades de submeter algo de valor a Deus, mesmo que tenhamos o direito de não o fazer. Num teste de fé, vamos sentir-nos atacados e pressionados pelas circunstâncias, no entanto, nunca nos sentiremos afastados de Deus, sentiremos, sim, que estamos a ser testados, mas não julgados ou culpados. Um teste de fé acaba por não testar nada a menos que nos leve para além do último teste, depois do que já provámos! Se tentarmos fugir ou retirar-nos cada vez que atingimos aquilo que parece ser o nosso limite, nunca saberemos o quanto podemos confiar em Deus, ou o quanto Ele poderá confiar em nós. O fogo que nos afina como à prata pode aparecer como um emprego perdido, uma relação perdida, a saúde perdida ou uma reputação manchada. Mas com Deus, o resultado final nunca deixa dúvidas. Se hoje perguntas a ti mesmo "quanto mais poderei aguentar?", podes estar certo de que, se o amanhã nos trouxer uma cruz, Aquele que a enviou pode e enviará a graça para a aguentar. No reino de Deus as coisas funcionam assim: Fé testada, carácter afinado e abundância dada!

terça-feira, 5 de novembro de 2013

A VERDADEIRA AUTO-ESTIMA!

O amor de Deus é perfeito, e por isso liberta-nos do medo. De que temos medo? De não conseguirmos obter algo de que precisamos, ou de perdermos algo que temos? Pede hoje mesmo a Deus uma compreensão mais profunda do Seu amor, pois Ele valoriza, protege e supre as necessidades daqueles que ama.
Se é um facto, sentirmos necessidade de estar com as pessoas que nos amam, porque é que temos tanta dificuldade em orar? É porque precisamos de renovar a nossa compreensão do amor de Deus! Paulo escreveu: "Poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus." (Efésios 3:18,19). Amor extravagante! Deus não nos poderia amar mais do que já nos ama neste preciso momento! Tu podes perguntar: "Mas como posso visualizar o amor de Deus?" Olha para a cruz! Se tu fosses a única pessoa à face da Terra, Jesus teria morrido por ti à mesma. "Qual o preço do amor de Deus?" Não tem preço. Tu não fizeste nada para o merecer, por isso, quando falhares, não podes desistir dele. Deus nunca deixa de te amar! A Bíblia diz que nada nos pode separar do amor de Deus (Romanos 8:39).
Uma vez seguros no amor de Deus, podemos começar a tomar consciência das nossas falhas e pedir-Lhe ajuda, crescendo na fé e utilizando os dons que Ele nos deu. Quando sabemos que Deus nos ama por aquilo que somos, e não com base na cor da nossa pele ou nas nossas obras, desenvolvemos a verdadeira auto-estima, que brota directamente da estima que Deus tem por nós!

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

QUANDO DEUS SE DECIDE

 Há duas explicações possíveis para o que aconteceu em Swan Quarter, Carolina do Norte, em 1876. Ou se tratou de uma incrível coincidência, ou literalmente da intervenção de Deus. A Igreja Metodista do Sul precisava de um novo templo. Por isso quando alguém doou um terreno na estrada de Oyster Creek, aproveitaram para o construir. Era um terreno baixo, por isso fez-se um templo em madeira branca, bem firmado sobre uma base de tijolos. Alguns dias depois da inauguração, uma grande tempestade abateu-se sobre a cidade e todos os que moravam perto da estrada de Oyster Creek testemunharam algo extraordinário: O edifício da igreja, ainda intacto, boiava na água! As cheias tinham-no arrancado da sua base de tijolos e era levado pela estrada fora. Quando chegou ao centro da cidade, o edifício virou inexplicavelmente à direita perante os olhos espantados dos habitantes. Finalmente, da mesma forma com que tinha feito a curva à direita, o templo saiu da estrada, foi de um encontro a um espaço vazio e imobilizou-se no meio do terreno! As águas da cheia acabaram por recuar, mas, ainda hoje, mais de 130 anos depois, o templo está no mesmo sítio! Era o terreno mais cobiçado da cidade, e o mais espantoso é que o terreno onde o edifício estacou tinha sido a primeira opção da congregação. O dono, Sam Sadler, é que tinha inviabilizado o negócio. Na manhã seguinte a seguir à cheia, ele marcou a escritura do terreno com o Pastor!
"Porque eu, o Senhor falarei, e a palavra que eu falar se cumprirá." (Ezequiel 12:25). Não há dúvida de que, quando Deus se decide, não há nada a fazer!

WEBTV ClubeMais+