terça-feira, 12 de janeiro de 2016


CLICA EM CIMA

CUIDADO COM O QUE DIZES

Muitas pessoas não fazem ideia do quanto as emoções dos outros, a auto-estima e as esperanças são influenciadas por aquilo que dizem. O Apóstolo Paulo disse um dia: "Folgo com a vinda de Estéfanas, de   Fortunato e de Acaico, porque recrearam o meu espírito." Se nunca ouvistes falar deles, é porque a maior parte dos encorajadores não gostam de ser o centro das atenções. Eles contentam-se com o seu papel de apoiar. Mas sem eles, muito pouco teria sido feito. O contrário de encorajar é espalhar o desencorajamento, e Paulo também diz: "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem." (Efésios 4:29). O Senhor Jesus também diz: "Mas eu vos digo que toda a palavra ociosa que os homens disserem hã-de dar conta no dia do juízo. Porque por tuas palavras serás justificado e por tuas palavras serás condenado." (Mateus 12:36,37).  Aquilo que disseres não poderá ser retirado, e será usado a teu favor ou contra ti, mais cedo ou mais tarde. O Drº Thomas Blackbaby assinala: "As palavras podem deixar cicatrizes durante uma vida inteira, e muitas pessoas nunca esquecerão algumas das coisas que lhes dissestes, sejam coisas boas, como palavras de encorajamento, ou coisas más, tais como criticas e repreensões. Faz o melhor uso possível das palavras para que elas possam trazer bençãos aos outros." Pede a Deus: "Põe, ó Senhor, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios." (Salmo 141:3), para que o que quer que tu digas O glorifique e eleve os outros!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

O SANGUE DE JESUS

Jeffrey Ebert conta. "Quando eu tinha cinco anos, antes dos automóveis terem cintos de segurança e airbags, a minha família conduzia para casa à noite numa estrada com duas faixas. Eu estava sentado ao colo da minha mãe, quando um outro carro, conduzido por um homem bêbado, guinou para a nossa faixa e atingiu-nos de frente. Não tenho nenhuma memória da colisão. Recordo o medo e a confusão que senti quando me vi literalmente coberto de sangue da cabeça aos pés. Depois percebi que o sangue não era todo meu, mas também da minha mãe. Naquela fracção de segundo em que os faróis brilharam nos seus olhos, ela, instintivamente, envolveu o meu corpo no dela. Foi o corpo dela que bateu contra o painel do carro, e foi a cabeça dela que bateu contra o pára-brisas. Ela aguentou o impacto, para que eu não o tivesse de o fazer. Foi preciso uma profunda cirurgia para que a minha mãe recuperasse das suas feridas."
Na cruz, Jesus aguentou o impacto do nosso pecado, e no momento em que depositamos a nossa confiança n'Ele, o Seu sangue derramado reconcilia-nos com Deus. Considera o problema de Deus: A Bíblia diz que Deus é "...tão puro de olhos que não pode ver o mal, e a iniquidade não pode contemplar..." (Habacuque 1:13). Então Deus resolve o Seu problema ao reposicionar-nos em Cristo, e ao olhar para nós através do Sangue de Jesus. Alguém escreveu: "Quando Deus olha para mim, Ele não vê as coisas que fiz, apenas vê o sangue do Seu Filho crucificado." A Palavra de Deus diz que o sangue fará expiação pela alma (Levítico 17:11). A palavra expiação significa "cumprimento de pena ou castigo". Maravilhoso! O sangue de Jesus estabelece a ponte e faz-nos ser um com Deus!

WEBTV ClubeMais+