terça-feira, 12 de janeiro de 2016

CUIDADO COM O QUE DIZES

Muitas pessoas não fazem ideia do quanto as emoções dos outros, a auto-estima e as esperanças são influenciadas por aquilo que dizem. O Apóstolo Paulo disse um dia: "Folgo com a vinda de Estéfanas, de   Fortunato e de Acaico, porque recrearam o meu espírito." Se nunca ouvistes falar deles, é porque a maior parte dos encorajadores não gostam de ser o centro das atenções. Eles contentam-se com o seu papel de apoiar. Mas sem eles, muito pouco teria sido feito. O contrário de encorajar é espalhar o desencorajamento, e Paulo também diz: "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem." (Efésios 4:29). O Senhor Jesus também diz: "Mas eu vos digo que toda a palavra ociosa que os homens disserem hã-de dar conta no dia do juízo. Porque por tuas palavras serás justificado e por tuas palavras serás condenado." (Mateus 12:36,37).  Aquilo que disseres não poderá ser retirado, e será usado a teu favor ou contra ti, mais cedo ou mais tarde. O Drº Thomas Blackbaby assinala: "As palavras podem deixar cicatrizes durante uma vida inteira, e muitas pessoas nunca esquecerão algumas das coisas que lhes dissestes, sejam coisas boas, como palavras de encorajamento, ou coisas más, tais como criticas e repreensões. Faz o melhor uso possível das palavras para que elas possam trazer bençãos aos outros." Pede a Deus: "Põe, ó Senhor, uma guarda à minha boca; guarda a porta dos meus lábios." (Salmo 141:3), para que o que quer que tu digas O glorifique e eleve os outros!

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+