segunda-feira, 21 de setembro de 2020

O VALOR DO BARRO ESTÁ NA SUA UTILIDADE

O barro é normalmente usado para ter algum tipo de utilidade. Raramente é um fim em si mesmo, para ser apreciado isolado. É usado como utensílio: prato, copo, vasilha, recipiente, etc. 
Deus compara-nos ao barro para nos lembrarmos que não somos peças de exposição; somos ferramentas, utensílios. Fomos criados com propósitos, com um potencial de utilidade. Para sermos usados nas mãos de Deus e cumprirmos os Seus propósitos.
Sem estarmos nas Suas mãos e sermos por Ele usados, somos como um caco. O nosso valor também está na nossa utilidade. Talvez, por vezes, sintas que não tens dons, potencial ou utilidade. Um dos sentimentos mais devastadores é sentirmos que não servimos para nada.
Deus é o oleiro que te criou de uma forma especial. É Ele que te usa e te dá a utilidade que quer. Nas Suas mãos, tens grande utilidade, realizarás algo grande, cumprirás propósitos extraordinários e chegarás a lugares fascinantes!
Não foste apenas criado por Deus, foste criado para Ele! Para estares nas Suas mãos e seres usado por Ele. Quando somos usados por pessoas, sentimo-nos desvalorizados. Mas quando somos usados por Deus, acontece o contrário; sentimo-nos amados, apreciados, estimados, etc. Deus usa-nos para sermos abençoadores e abençoados.
Descobre que o maior valor na vida não está em tentar ter ou provar valor; está em acrescentar valor aos outros!

segunda-feira, 7 de setembro de 2020

VIVER UM DIA DE CADA VEZ

A preocupação é um estado de antecipação, em que nos ocupamos com as coisas antes de tempo. O segredo de ter paz é viver um dia de cada vez. As nossas forças e capacidades são suficientes apenas para viver o dia presente. Tentar "viver" outros dias mais à frente, tira-nos a energia para viver o presente e sobrecarrega-nos com pesos que não conseguimos aguentar. Abraham Lincoln disse: "Uma coisa boa em relação ao futuro é que vem um dia de cada vez." A preocupação com o futuro rouba-nos o presente e compromete o próprio futuro que nos preocupa. Se te preocupares com o que te pode acontecer amanhã e isso não ocorrer, ter-te-ás preocupado em vão. Mas mesmo que isso venha a acontecer, ter-te-ás preocupado em vão. Porquê desperdiçares a tua preocupação até que seja realmente necessário? A preocupação até pode ser algo positivo, se for para coisas legítimas e na medida certa. O problema é quando atinge níveis elevados, acima daquilo que as nossas emoções e corpo conseguem aguentar. Se for na medida de cada dia, pode ser gerida e superada. O Senhor Jesus ensinou a orarmos: "O pão nosso de cada dia nos dá hoje..." (Mateus 6:11). Os recursos de Deus, sejam para a nossa vida física ou emocional, são dados diariamente, para o dia chamado Hoje. Porque é suposto viveres um dia de cada vez. É assim que se é feliz!

quarta-feira, 2 de setembro de 2020

LARGAR A CARGA

Davi foi enviado para levar suprimento aos seus irmãos. Ele poderia ter ficado junto da carga, no lugar das visitas e dos que trazem as cargas. Mas havia algo que o impulsionava para o lugar da batalha. Mas ele entendeu que para ir para o campo de batalha, não poderia continuar com a carga. Seria necessário largar a carga. Depois de o fazer, pôde então correr para a frente da batalha. Só depois de deixar a sua condição de bagageiro, pôde preparar-se para ser um guerreiro.
Muitas pessoas não conseguem ir para o lugar da vitória, o campo de batalha, porque não estão dispostas a largar as suas cargas. Ou porque são a sua segurança, ou porque são a sua provisão, ou porque se habituaram a elas que já não sabem como viver sem elas, ou porque se apegaram a elas, ou porque não confiam em ninguém para ficar com elas.
As razões podem ser muitas, mas não são aceitáveis quando isso está a ser um impedimento para a vitória.
Elas são cargas, importantes para uma viagem, mas impedimentos para uma batalha. A Bíblia diz: "Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta." (Hebreus 12:1).
Há cargas que precisas de largar. É verdade que variam de pessoa para pessoa. Mas para correres a corrida que Deus destinou para ti e seres um vencedor, precisas de largar carga. Por vezes, a diferença entre ser uma bagageiro e um vencedor está só em largar a carga!

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

ENTENDER QUE A PREOCUPAÇÃO É VÃ

A preocupação não contribui em nada para a resolução daquilo que nos preocupa. Pelo contrário, concentra-nos nos problemas em vez de na solução; faz-nos pensar que a dificuldade é maior e extrai-nos energias, que são despendidas apenas em ânsias, em vez de planeamento e ação eficazes. Ou seja, piora a situação.
A preocupação é como o crime: Não compensa! Então porque é que as pessoas ainda se preocupam tanto? Pelas mesmas duas razões que levam pessoas a cometer crimes: Primeiro, porque persistem em acreditar que é vantajoso. Pensam nas vantagens que isso lhes pode trazer em vez do facto de se tornarem presos...presos no seu interior, presos em estabelecimentos prisionais. Segundo, porque já não sabem fazer outra coisa. Alguns, estão tão habituados a uma vida de crime, que já não conseguem fazer algo diferente. Precisam de uma terapia ou reabilitação.
As pessoas preocupam-se pelas mesmas razões. Persistem em acreditar que se não se preocuparem nada se resolverá. Como as coisas não se resolvem, multiplicam a preocupação. Por outro lado, estão tão habituadas, que é difícil quebrar esse hábito. Tornou-se um vício. Precisam de entender que o que precisa de mudar não é a situação que é o objeto da preocupação, são os seus hábitos de pensamento.
Aceita, de uma vez por todas, que a preocupação é inútil e remove-a dos teus pensamentos.

sábado, 29 de agosto de 2020

ACEITAR OS OUTROS

Por vezes as pessoas não fazem com que seja fácil aceitá-las. Podem ter mau feitio, serem egoístas, críticas irritantes, arrogantes, agressivas e pomposas. Às vezes apetece gritar com elas, dar-lhes o que merecem: Tudo menos aceitação! Aos romanos Paulo diz: "Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus." (Romanos 5:7). Se Paulo só ficasse pela primeira parte do versículo, poderíamos esquivar-nos dizendo que ele queria dizer pessoas boas, razoáveis e aceitáveis. Mas ele continua e diz "como também Cristo nos recebeu..." Tu eras bom, razoável ou aceitável? Não! Mas Ele aceitou-te! Endireitar as pessoas não é o nosso trabalho, aceitá-las sim! Deus chamou-nos para aceitar pessoas confusas, pouco espirituais, carnais, detestáveis. Tu não tens de as aprovar, gostar ou concordar com elas, mas sim aceitá-las como elas são e deixar Deus usar-te para que elas sejam transformadas pelo poder do Espírito Santo!

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

TER CUIDADO COM AS PALAVRAS

A preocupação é uma concentração dos nossos pensamentos nas coisas negativas. Isso leva-nos a uma atitude extremamente negativa. E reflete-se naquilo que dizemos. Essas palavras negativas vão tornar-se ainda mais negativas, com pensamentos ainda mais negativos, alimentando e multiplicando a preocupação.
Por isso o Senhor Jesus referiu para termos cuidado com aquilo que dizemos. A preocupação gera palavras negativas geram preocupação. É um ciclo. Como tal, precisa de ser quebrado. Podemos fazê-lo ao controlarmos aquilo que falamos.
O livro de Provérbios ensina-nos sobre o poder das palavras (Provérbios 13:3; 18:20,21; 21:23).
Se contrariares essa tendência e te concentrares em coisa positivas, na soluções e falares disso, deixarás de alimentar a preocupação. E tal como qualquer fogueira que deixa de receber lenha, a preocupação apagar-se-á!