quinta-feira, 9 de maio de 2019

COMEÇA COM COISAS PEQUENAS

Moody foi um dos maiores pregadores da História, alguém que mudou Deus usou para mudar nações. Mas se o conhecesses no início da sua vida não pensarias que isso fosse possível. Apesar de ter crescido na igreja, era espiritualmente ignorante, e quando se mudou para Boston começou a frequentar uma igreja onde se ensinava a Bíblia.
Em Abril de 1855, uma professora da Escola Dominical foi até à sapataria onde ele trabalhava e levou-o a Cristo. Um mês depois, quando ele tentou ser um membro daquela igreja, era bastante evidente que nada sabia sobre a Bíblia.
Uma das suas professoras da Escola Dominical mais tarde escreveu: "Eu nunca tinha conhecido ninguém que parecesse menos provável de se tornar um cristão com uma visão clara e decidida, e muito menos com capacidade para ocupar um lugar de utilidade pública." Ele era pouco letrado e a sua gramática era terrível. Ninguém naquela igreja alguma vez pensou que Deus o fosse usar. Mas eles estava errados! E as pessoas que dizem que tu nunca farás nada de especial para Deus também estão erradas!
Todos os carvalhos começam como uma bolota. O Senhor Jesus começou num estábulo, mas não ficou lá. David era um pastor, mas tornou-se o maior rei de Israel. José foi um prisioneiro, mas tornou primeiro ministro do Egipto.
Compreende isto: Tu és uma semente capaz de produzir uma colheita grande para o Reino de Deus!
Pega em tudo o que tens e em tudo o que isso é, e coloca nas mãos de Deus. Não te importes de começar por baixo. Zacarias 4:10

sábado, 13 de abril de 2019

VISITAS de JESUS


Marcos 11
- 1ª Visita (vs.11). Jesus apenas se preocupou em ver. Viu as coisas na base da realidade e não da emoção (lágrimas, barulho, aparência). No outro dia (vs.12), Jesus ilustrou o que tinha visto no dia anterior no templo (vs.13). Jesus vê tudo (Salmo 33:13-15). Como entramos (Salmo 5:7), como adoramos (Salmo 26:8), como contribuímos (1Crónicas 29:9).
- 2ª Visita (vs.15). Neste dia Jesus mostrou que é Conservador e reprovou as inovações humanas (nós só queremos o que vem de Deus), e expulsou do Templo tudo o que era abuso e estranho (1Reis 9:3). Coisas que são próprias fora, mas impróprias dentro. Jesus não encontrou heresias de doutrina, mas encontrou abusos de comportamento.
- 3ª Visita (vs.27). Houve gente que ficou zangada e irritada com aquilo que Jesus fez (vs.28). Era um arrombo na tesouraria do templo. Ele foi lá ver se aquilo que Ele tinha feito ainda permanecia como tinha deixado. Jesus não foi acusado de anti-bíblico, mas de exagerado e desactualizado (Mateus 5:11).

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

DESCULPAS


Nos tempos bíblicos, os casamentos eram caros, pelo que ser convidado era uma grande honra, e recusar era considerado um grande insulto. Lucas 14:15-24
O primeiro convite era geralmente enviado com alguns meses de antecedência, e depois mais tarde enviava-se um lembrete.
Tal como nós, estas pessoas na parábola eram pessoas ocupadas. Mas o facto é que já tinham aceitado o convite, pois no versículo 17 é afirmado que “Vinde, que já tudo está preparado.” E ninguém prepara uma festa e faz o banquete sem ter a confirmação das pessoas que vêm.
Mas o que é também certo, é que alguns começaram a pedir dispensa do banquete.
O primeiro, disse que tinha comprado um campo (vs.18) e que precisava de ir vê-lo. Estranho argumento, pois ninguém fechava negócio na compra de um campo sem primeiro o ver. Este, além de mentir, deixou que as posses tomassem a primazia no seu coração.
O segundo, disse que tinha comprado cinco juntas (10) de bois (vs.19) e que precisava de experimentá-los e também pediu dispensa do banquete. Outro argumento estranho, pois comprar bois sem os experimentar era como hoje comprar um carro e não experimentá-lo primeiro antes de fechar negócio!
Por fim, o último disse que tinha casado e que não podia ir (vs.20). Mais um argumento estranho, pois tudo indica que o convite para o banquete foi feito antes do homem casar. E das duas uma, ou ele recusava a quando do convite para o banquete, pois certamente já tinha a data do casamento marcada, ou então também mentiu, pois se já tinha casado o que o impedia de ir ao banquete? Neste caso foram as relações pessoais que o retiveram.
Basicamente o que Senhor Jesus dizia aos fariseus era que Deus estava a fazer-lhes um convite pessoal e eles estavam simplesmente a recusar!
Deus não está contra nós termos posses, termos uma carreira de sucesso ou termos relacionamentos. Não! Esta parábola tem a ver como termos a certeza de que estas coisas não nos impedem, não nos cegam, para outras melhores que Deus tem para nós!
As coisas e os afectos aparecem em todas as desculpas. Por isso a Palavra de Deus nos exorta: “Buscais as coisas que são de cima, e não as que são da Terra.” Colossenses 3:2

domingo, 10 de fevereiro de 2019

A BÍBLIA


Num inquérito feito há uns anos quando questionadas sobre qual o livro que mais teve influência na sua vida, a maioria das pessoas respondeu que foi a Bíblia. Mas quando questionadas quantos dias da semana lêem a Bíblia, menos de 14% a liam todos os dias! Como pode ser isso possível?!
Eis algumas das desculpas mais comuns que foram dadas nesse inquérito:
- “Não tenho tempo.” A sério? Muitos dos livros da Bíblia podem ser lidos entre 10 a 45 minutos, alguns até em menos de 20 minutos. Se lermos um capítulo por dia conseguimos acabar o livro de Provérbios num mês e a Epístola de Tiago em 5 dias.
- “Não sei por onde começar.” Se começarmos em Génesis e continuarmos por aí fora pode parecer um bocado complicado. Podemos sempre escolher um Evangelho e ler a vida de Jesus Cristo. O importante não é por onde começar, é começar!
- “Não é emocionante.” Se gostas de romance, lê o livro de Rute; se procuras aventura, tenta Juízes ou Atos dos Apóstolos. Se gostas de poesia, lê os Salmos ou Cânticos de Salomão. Desde História até informações práticas, está tudo na Bíblia!
- “Será que ir à Igreja não é suficiente? Billy Graham disse: “A Bíblia é um mapa de estradas para a vida, e enquanto o Pastor na Igreja assinala o melhor caminho a fazer, tu aprendes sozinho a navegar pelas dificuldades da vida!”
- “Faz-me sentir desconfortável.” Quando não sabemos o que a Palavra de Deus realmente diz, é fácil relacioná-la experiências negativas e depois perdem-se as coisas boas no meio das más. Não há dúvidas, a Bíblia faz-nos enfrentar verdades difíceis (“Porque a Palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.” Hebreus 4:12).
Conclusão: A Bíblia ajuda-nos a descobrir quem realmente somos, o que fomos chamados para fazer e dá-nos o poder para o fazer!

sábado, 9 de fevereiro de 2019

PODER NA FRAQUEZA


Quando pensamos nos nossos pontos fortes, pensamos em coisas que nos ajudam a ter sucesso na vida. Por exemplo, aptidão ou intelecto.
Porém, O Apóstolo Paulo vê a fraqueza humana como a plataforma perfeita para mostrar o poder de Deus (2Coríntios 12:9).
Quando estamos numa situação onde as nossas circunstâncias nos sobrecarregam, Deus pode nos usar para o nosso potencial máximo. Em momentos de ansiedade, Cristo se torna nossa a paz fortalecedora. Em momentos de tentação, Cristo se torna o nosso refúgio.
Na nossa fraqueza, a força de Cristo brilha através de nós. E já que sabemos que não pudemos por nós mesmos, a glória é d’Ele.
Toda a força que experimentamos em áreas de fraqueza pessoal aponta para a força e o trabalho que Cristo faz em nossas vidas.
Através da nossa fraqueza, nos tornamos verdadeiramente fortes em Cristo!  Confiar na nossa própria força pode nos impedir de glorificar a Deus.
 Como seria a nossa vida se confiássemos apenas na nossa força e não em Deus?