sábado, 9 de dezembro de 2017

AZEITE

Nos dias de Davi, os bons pastores colocavam um pouco de azeite nas suas ovelhas. Porquê, perguntas tu.
Em primeiro lugar, porque o azeite repelia os bichos rastejantes. Se os insectos fizessem uma festa no nariz da ovelha, o pobre animal ficava louco e as ovelhas ficavam agitadas demais para dar o leite aos cordeirinhos e, em menos de nada, o rebanho inteiro ia ficar uma confusão. O bom pastor unge a ovelha para manter o rebanho em paz e o inimigo bem longe.
Em segundo lugar, porque o azeite é muito bom para curar feridas. Na grande correria que é viver com ovelhas, é comum haver arranhões e dentadas, que podem resultar em feridas infectadas se não forem tratadas. Estas lições podem nos ensinar porque razão precisamos de ir ao Bom Pastor para recebermos a Sua unção. Os pequenos insectos da vida podem meter-nos em confusões, impedir-nos de crescer. O Espírito Santo é o azeite da paz para essas alturas. Por vivermos com o rebanho (os outros crentes) às vezes podemos ficar feridos. O azeite da cura encontra-se em Jesus. Por isso, antes de recorreres a alguém ou a alguma coisa, vai sempre ao Bom Pastor (Salmo 147:3).

Lembra-te: As ovelhas têm de curvar as suas cabeças para deixarem o pastor colocar o azeite. E tu também!

UM CAMINHO DIFÍCIL

Vergonha é o fardo mais debilitante para experimentar a bênção de Deus na nossa vida. A vergonha do passado trava o futuro glorioso que Deus tem para nós.
Todos nós temos coisas nossa vida que queremos deixar para trás, mas se não sabemos como lidar com a vergonha que irá inviabilizar o nosso espírito, aprisionar a nossa alma e ter um efeito negativo sobre nós. A vergonha é um tirano impiedoso que irá extinguir a nossa esperança se não aprendermos a lidar com isso.
O pecado é uma acção, as emoções são sentimentos, mas a vergonha é um peso e um fardo que as pessoas carregam.
Se tu estás vivendo sob o peso da culpa, vergonha ou condenação, em vez de teres o domínio, tu estás sendo dominado por coisas que não têm poder ou valor.
Mas há boas notícias! Através de salvação em Cristo, há liberdade! Não importa o quão recente ou há muito tempo os eventos ocorreram. Há poder sobre a escravidão que o pecado envolve em torno da tua vida. O salário do pecado é a morte (Romanos 6:23), mas a graça nos concede o dom precioso da justiça diante de Deus.
Se não entendemos que Deus já nos deu liberdade, é como ter uma herança em nosso nome e não beneficiar dela.

A graça de Deus oferece perdão, vida nova e todas as dívidas canceladas uma vez por todas. Não custa nada, porque Jesus já pagou. Agora podemos andar com confiança livre do nosso passado. 

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

DIAMANTES

Certa vez, um homem caminhava pela praia numa noite de lua cheia. A paisagem era linda, deslumbrante, mas ele não conseguia ver nenhuma beleza naquele momento. Via apenas uma imensa escuridão. Ele estava preocupado demais, ansioso demais, triste demais.
No meio do caminho, achou um saco cheio de pedrinhas. Automaticamente, sem olhar para o interior do saco, começou a tirar as pedras e a atirá-las ao mar. Por cada pedrinha que atirava dizia. Seria feliz se tivesse…era uma forma de demonstrar a sua insatisfação e revolta com a vida. E assim ele continuava. Se tivesse um carro novo, seria feliz, e atirava uma pedrinha ao mar…Se tivesse uma casa grande, seria feliz, e foi outra pedrinha. Durante horas ele agiu desta forma, como se fosse um ritual. Se tivesse um excelente trabalho, seria feliz, se tivesse uma mulher perfeita, seria feliz; se tivesse um corpo perfeito, seria feliz; se tivesse uma aparência melhor, seria feliz; se tivesse outro emprego, seria feliz; se tivesse outra família, seria feliz; se morasse noutro lugar, seria feliz. E continuou até que ficou só com uma pedrinha no saco que decidiu guardar.
Ao chegar a casa, para sua surpresa e tristeza profunda percebeu que aquela pedrinha afinal era um diamante muito valioso. Pensa nisto. Imaginas quantos diamantes ele deitou ao mar sem parar para observar o que era aquilo afinal que estava dentro do saco?
Esperando sempre mais e melhor, queremos o que acreditamos ser perfeito e não aceitamos o que temos, não vivemos o presente. Cada pedrinha que temos nas nossas vidas deve ser observada com carinho porque certamente, apesar da aparência, é um diamante valioso. Deus não nos dá nada em vão. Em cada dificuldade que enfrentas hoje, em cada detalhe da tua vida que tu não gostas e não aceitas, existe o soberano amor de Deus, que como Pai te dá o melhor.

Crê nisso! Deixa-te guiar por Deus, mesmo que agora só estejas a ver a escuridão. Crê no amor do Pai e no momento certo os teus olhos serão abertos e a tua vida totalmente transformada. Crê nisso! Deixa que o amor de Deus inunde o teu coração e a tua vida. Deixa-te guiar por Ele. Tudo será mudado. Tudo será transformado. As trevas se transformarão em luz. O que é torto se endireitará. Acredita, não deites fora os teus diamantes; não deites fora a oportunidade de felicidade que o Senhor te está dando, mesmo que os teus olhos não consigam ver formosura alguma. Não deites a tua vida fora…sê feliz!

sábado, 18 de novembro de 2017

ARREPENDIMENTO

A palavra arrependimento, não é popular, mas é eficaz, e só funciona quando escolhemos a humildade. As nossas palavras, motivos e, posteriormente, as nossas acções (ou a falta delas) começam em nossos corações. É imperativo que tomemos consciência da meditação consciente ou subconsciente dos nossos corações (“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor. Rocha minha e Libertador meu!” Salmo 19:14), se quisermos ver mudanças em nós e no nosso mundo.
O arrependimento exige virar os nossos modos perversos. Precisamos de um ponto de referência? Eles podem ser murmuração, calúnia, orgulho, arrogância, ganância, egoísmo e ofensa, para citar alguns, e se somos completamente honestos, provavelmente nos juntamos com alguns desses!  
Em Cristo, somos novas criações (“Assim que se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo.” 2Coríntios 5:17)! Mas ainda temos que escolher caminhar diariamente na nossa identidade verdadeira, a fim de continuar perdendo os velhos caminhos nos quais andávamos. Nós fomos criados por e para o amor - esta é uma boa notícia!
Como seguidores de Jesus, a nossa fé é activa, não passiva. Estamos todos num ciclo constante de poda e florescimento. Reconhecer intencionalmente o estado dos nossos corações diante de Deus é vital para a transformação pessoal e, por sua vez, a transformação das comunidades e das nações. À medida que continuamos a parceria com a nossa natureza divina como novas criaturas, começaremos a ver as mudanças ao nosso redor.
Temos que perguntar a nós próprios sobre o que Deus nos deu autoridade para orar? Qual o grupo de trabalho, região, local de trabalho, família, nação, Ele trouxe em torno de nós e nos pediu para amar activamente? E o que estamos fazendo sobre isso? Ideias sublimes não funcionam aqui, mas arrependimento, oração e acção.
Mateus 4:17, diz qual foi o Seu primeiro acto depois de sair do deserto: "Jesus começou a pregar, dizendo: Arrependei-vos, porque o reino dos céus está próximo". Isso enfatiza o quão crucial é o acto de arrependimento, não apenas para a nossa caminhada pessoal, mas para o Reino dos Céus vir sobre a Terra!  
 O orgulho está na raiz da maioria dos nossos problemas.

O arrependimento é o que nos leva a Jesus em primeiro lugar, e não pára no dia em que começamos a segui-Lo. É a escolha diária e o acto de humildade que nos muda e muda as nações!

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

QUAL A NOSSA HISTÓRIA?

Todos nós temos algo na nossa vida que desempenha um papel na história contínua da graça de Deus neste mundo. No entanto, para que isso aconteça, precisamos de “criar” uma nova vida - tanto natural, como espiritual. O desejo de Deus é construir o Seu Reino através de nós, trazendo a unidade, estabilidade e clareza neste mundo quebrado e incerto.
Dar nascimento (natural e espiritualmente) é um processo nobre e desafiador: Envolve vontade, concepção, tempo, desconforto, entrega, trabalho de parto.
• Tu não vais morrer, mas vais viver para contar uma história.
• Ficarás realmente orgulhoso de ti mesmo quando fizeres o que Deus disse para fazeres.
• Tu terás contribuído com algo nobre e digno da sociedade.
• Haverá e trarás alegria.
Considera as seguintes questões em relação ao nascimento de algo na tua própria vida:

• Em Marcos 2:16,17 (“E os escribas e fariseus, vendo-O comer com os publicanos e pecadores, disseram aos seus discípulos: Porque come e bebe Ele com os publicanos e pecadores? E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores.”). O Senhor Jesus anseia confortar e curar os doentes e os corações partidos. Nós não somos apenas chamados a seguir a Jesus, mas também para sermos exemplo, para que outros nos sigam. Como segues Jesus? Como podes ser um exemplo para outros? Em quem podes reproduzir algo de ti mesmo?

WEBTV ClubeMais+