sábado, 23 de setembro de 2017

O QUE JESUS SE TORNOU...NO QUE NOS PODEMOS TORNAR

Tudo sobre a mensagem da cruz do nosso Senhor Jesus Cristo, é sobre quem, o quê e onde Jesus estava e o que estava preparado para Se tornar, para nos levar onde Ele pretende que estejamos. Basta pensar no poder disso!
A mensagem do Evangelho não é uma mensagem exclusiva! É uma declaração de "quem quer que seja". É para todos os estratos da sociedade, da cultura e para todos os credos.
Já não precisamos viver sobre a base que tudo está errado connosco. Porque Ele estava preparado para vir de onde Ele estava (céu) e veio para onde estamos, não precisamos viver de acordo com tudo o que está errado. Podemos viver de acordo com tudo o que é certo com Ele.
Um Cristianismo sem a cruz como ponto central é um Cristianismo impotente (“Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.” 1Coríntios 1:18).
Cristo crucificado - tudo o que representa e o poder que traz na nossa própria vida, tudo representa quem Ele era e o que Ele estava preparado para se tornar, para que tu pudesses ser quem Ele pretende que sejas (“Mas vós sois d’Ele, em Jesus Cristo…” 1Coríntios 1:30).
Olhemos a cruz e entendamos que a cruz, é tudo sobre isso, é sobre o que Jesus estava preparado para Se tornar. Tudo sobre isso, é para que o amor de Deus possa ser mais do que apenas algo que ouvimos falar.
 Nós podemos viver com o amor de Deus como nossa porção e é tudo por causa de Jesus.

O Senhor Jesus nos liga com Deus, com a graça de Deus, com a promessa eterna de Deus, e permite que olhemos para a frente para um dia melhor, para nos tornarmos quem Ele pretende que sejamos (“Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz. Vós que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia.” 1Pedro 2:9,10).

terça-feira, 19 de setembro de 2017

A TUA VIDA NÃO TEM QUE SER SOLITÁRIA

Às vezes a vida pode ser uma estrada solitária, mas isso não é o que é suposto ser. Não fomos feitos para viver isoladamente, mas fomos criados para viver em comunidade e ter comunhão uns com os outros. Jesus exemplificado este modo de vida convidou um grupo de pessoas (os discípulos) para a Sua vida, a fim de fazer a viagem da vida junto com eles (Marcos 3:13).
Há uma beleza nos relacionamentos significativos. Amigos que confiamos não estão lá sempre para concordar com a gente, mas eles estão lá para que nos tornemos mais como Jesus. E ao longo da nossa vida podemos confiar que Deus estará na viagem com a gente!
Considera o  seguinte ponto em relação à tua própria vida:
  Escolhe as pessoas certas (Mateus 17:1)
            É preciso esforço, tempo e coração para levar as pessoas na nossa jornada. Jesus escolheu a dedo os Seus discípulos. Quem tu queres levar contigo na viagem? Como podes convidá-los para a tua vida?

            É fácil ter pessoas na nossa vida que concordam connosco, mas que não nos ajudam a crescer. Quem convidaste para a tua vida para te aguçar? (Provérbios 27:17).

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

PORQUE DEVEMOS PARTICIPAR NA CORRIDA CRISTÃ?

As competições olímpicas eram práticas apreciadas e admiradas no mundo antigo.
Escritores bíblicos como Paulo, e o autor da carta aos Hebreus, fizeram constante menção das actividades desportivas nos seus escritos. Um exemplo clássico é a passagem bíblica que se encontra em Hebreus 12:1-3. O autor extrai da figura de um estádio cheio, do espírito de uma competição olímpica, uma ilustração para a vida cristã.
Após relatar a luta e a vitória dos heróis da fé do Antigo Testamento, o autor dirige o olhar dos seus leitores para o "CAMPEÃO DOS CAMPEÕES", Jesus Cristo. Mostra a eles como aqueles "campeões", e principalmente Jesus Cristo, venceram e porque eles (seus leitores) deveriam correr a corrida cristã e como esta corrida deveria ser feita.
Mas, deixemos, por enquanto, os leitores imediatos do autor da Carta aos Hebreus e entremos na corrida também! Porque ela é de todo aquele que verdadeiramente corre a corrida da fé.
 Devemos participar na corrida cristã por três motivos básicos:
1. PORQUE A CORRIDA É DETERMINADA POR DEUS
O texto bíblico (12:1) diz que "corramos a carreira que nos está proposta". Não há necessidade de se especular sobre quem estaria propondo esta corrida para os filhos de Deus. Está claro que é o próprio Deus quem a propõe. O próprio Deus é quem a estabelece para nós e é quem nos capacita a corrê-Ia com triunfo (2Coríntios 3:5). A CORRIDA CRISTÃ É A CORRIDA DE DEUS PARA NÓS.
Nela não estaremos sós e nunca seremos deixados à nossa própria sorte, pois de outro modo estaríamos condenados à destruição. Uma vez que corremos esta corrida nada é tão forte que nos possa desviar do objectivo de completá-la. É verdade que ESTA CORRIDA TRAZ DORES, MAS O LEMA DELA É VENCER OU SER VENCIDO.
Não há lugares para perdedores no Reino dos Céus. Garantamos o nosso lugar porque Deus não correrá por nós. É verdade que Ele nos capacita e nos incentiva, mas a corrida é nossa. Deus não correrá por mim nem por ti. O escritor é claro quando diz: “Corramos com perseverança!”
2. DEVEMOS CORRER A CORRIDA CRISTÃ PORQUE ELA É INCENTIVADA PELOS HERÓIS DA FÉ.
O autor diz que "estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas".
Além do próprio Deus como maior interessado em que sejamos vencedores nesta corrida, temos a rodear-nos tão grandes testemunhas. Esta grande nuvem de testemunhas significa aqueles grandes exemplos de fé que o autor acabara de citar no capítulo anterior. Convém ressaltar que o escritor não está a dizer que os espíritos dos heróis da fé estariam connosco para nos ajudar na corrida, mas ficou o exemplo deles como testemunho!
3. DEVEMOS CORRER A CORRIDA CRISTÃ PORQUE É UMA CORRIDA INSPIRADA NA VITÓRIA DE CRISTO
Quantas e quantas vezes somos tentados a desistir dessa corrida? Às vezes parece que a nossa linha de chegada nunca será alcançada.
Entretanto, se olharmos para trás corremos o risco de tropeçar e cair. Se corrermos de cabeça baixa arriscamos a não ver quão perto possa estar a nossa chegada. A CORRIDA CRISTÃ É DURA, MAS A CHEGADA É CERTA! Portanto, ergamos os nossos olhos para cima e contemplemos o Senhor Jesus Cristo! Quanta dor, quantas aflições Ele passou, porém, que vitória espectacular! Ele suportou tudo sem nunca deixar de correr. É isso que o autor aos Hebreus quer que façamos: "Não desanimem, olhem para o Senhor Jesus"!
É difícil viver neste mundo de pecado, sendo constantemente cirandado pelo diabo, pelo mundo e pela nossa própria carne. Contudo, Cristo venceu para nos ajudar a vencer. Ele é o nosso maior exemplo e incentivador.
Então, levantemos a cabeça porque somos de Deus e vamos vencer, por maiores que sejam os obstáculos desta corrida. Não desanimemos, o Senhor está connosco e nos sustentará!

Que Deus faça de nós campeões e vencedores em Jesus Cristo!

WEBTV ClubeMais+