sábado, 18 de novembro de 2017

ARREPENDIMENTO

A palavra arrependimento, não é popular, mas é eficaz, e só funciona quando escolhemos a humildade. As nossas palavras, motivos e, posteriormente, as nossas acções (ou a falta delas) começam em nossos corações. É imperativo que tomemos consciência da meditação consciente ou subconsciente dos nossos corações (“Sejam agradáveis as palavras da minha boca e a meditação do meu coração perante a tua face, Senhor. Rocha minha e Libertador meu!” Salmo 19:14), se quisermos ver mudanças em nós e no nosso mundo.
O arrependimento exige virar os nossos modos perversos. Precisamos de um ponto de referência? Eles podem ser murmuração, calúnia, orgulho, arrogância, ganância, egoísmo e ofensa, para citar alguns, e se somos completamente honestos, provavelmente nos juntamos com alguns desses!  
Em Cristo, somos novas criações (“Assim que se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo.” 2Coríntios 5:17)! Mas ainda temos que escolher caminhar diariamente na nossa identidade verdadeira, a fim de continuar perdendo os velhos caminhos nos quais andávamos. Nós fomos criados por e para o amor - esta é uma boa notícia!
Como seguidores de Jesus, a nossa fé é activa, não passiva. Estamos todos num ciclo constante de poda e florescimento. Reconhecer intencionalmente o estado dos nossos corações diante de Deus é vital para a transformação pessoal e, por sua vez, a transformação das comunidades e das nações. À medida que continuamos a parceria com a nossa natureza divina como novas criaturas, começaremos a ver as mudanças ao nosso redor.
Temos que perguntar a nós próprios sobre o que Deus nos deu autoridade para orar? Qual o grupo de trabalho, região, local de trabalho, família, nação, Ele trouxe em torno de nós e nos pediu para amar activamente? E o que estamos fazendo sobre isso? Ideias sublimes não funcionam aqui, mas arrependimento, oração e acção.
Mateus 4:17, diz qual foi o Seu primeiro acto depois de sair do deserto: "Jesus começou a pregar, dizendo: Arrependei-vos, porque o reino dos céus está próximo". Isso enfatiza o quão crucial é o acto de arrependimento, não apenas para a nossa caminhada pessoal, mas para o Reino dos Céus vir sobre a Terra!  
 O orgulho está na raiz da maioria dos nossos problemas.

O arrependimento é o que nos leva a Jesus em primeiro lugar, e não pára no dia em que começamos a segui-Lo. É a escolha diária e o acto de humildade que nos muda e muda as nações!

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

QUAL A NOSSA HISTÓRIA?

Todos nós temos algo na nossa vida que desempenha um papel na história contínua da graça de Deus neste mundo. No entanto, para que isso aconteça, precisamos de “criar” uma nova vida - tanto natural, como espiritual. O desejo de Deus é construir o Seu Reino através de nós, trazendo a unidade, estabilidade e clareza neste mundo quebrado e incerto.
Dar nascimento (natural e espiritualmente) é um processo nobre e desafiador: Envolve vontade, concepção, tempo, desconforto, entrega, trabalho de parto.
• Tu não vais morrer, mas vais viver para contar uma história.
• Ficarás realmente orgulhoso de ti mesmo quando fizeres o que Deus disse para fazeres.
• Tu terás contribuído com algo nobre e digno da sociedade.
• Haverá e trarás alegria.
Considera as seguintes questões em relação ao nascimento de algo na tua própria vida:

• Em Marcos 2:16,17 (“E os escribas e fariseus, vendo-O comer com os publicanos e pecadores, disseram aos seus discípulos: Porque come e bebe Ele com os publicanos e pecadores? E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes; Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores.”). O Senhor Jesus anseia confortar e curar os doentes e os corações partidos. Nós não somos apenas chamados a seguir a Jesus, mas também para sermos exemplo, para que outros nos sigam. Como segues Jesus? Como podes ser um exemplo para outros? Em quem podes reproduzir algo de ti mesmo?

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

VIVER GENEROSAMENTE

Costumamos associar "dar" com a oferta nos cultos da igreja. Mas dar é muito mais do que colocar algo no cesto quando se trata da oferta no culto.
Dar é um estilo de vida de generosidade. Flui do cerne do nosso ser - a maneira como pensamos e agimos (Provérbios 22:9; 11:25; 2Coríntios 8:1-5; 9:8).
É ser generoso não só com a nossa carteira, mas com as nossas palavras, o nosso tempo e a forma como vemos as pessoas.
Deus nos chama a viver generosamente porque isso reflecte as acções e o coração de Jesus que de graça deu a Sua vida por nós; um presente indescritível (“Graças a Deus pois pelo Seu Dom inefável.” 2Coríntios 9:15)!
De facto, o espírito de generosidade é o espírito de Jesus.

A generosidade muda vidas. Viver com um espírito generoso traz liberdade para nós e poder sobre a vida dos outros. Através da nossa generosidade, outros agradecerão a Deus. Vamos ser uma igreja que seja conhecida por sua generosidade, para que as pessoas possam dizer: “Graças a Deus por ti!”

sábado, 14 de outubro de 2017

MELHOR DO QUE A MÉDIA

Não importa quem tu és, não há nada de mediano sobre o que Deus quer fazer na tua vida. Deus não te chamou para seres médio. É verdade que a Igreja é construída em torno de pessoas comuns, mas o que Deus quer fazer e está fazendo é qualquer coisa acima da média. O que Deus faz é extraordinário, milagroso e sobrenatural! Deus não quer a média quando se trata dos propósitos d’Ele na nossa vida. Ele quer melhor do que a média! (“E Jesus lhes disse: Vinde após Mim, e Eu farei que sejais pescadores de homens.” Marcos 1:17).
Algumas das maiores escolhas da vida determinarão se tu vives a tua vida num caminho que leva para baixo ou num caminho que se move para cima em direcção ao propósito de Deus para a tua vida.  (“Vai, e fala a Davi, dizendo: Assim diz o Senhor: Três coisas te proponho, ESCOLHE uma delas, para que Eu ta faça. E Gade veio a Davi, e lhe disse: Assim diz o Senhor: ESCOLHE para ti: Ou três anos de fome, ou que três meses te consumas diante de teus adversários, e a espada de teus inimigos te alcance, ou que três dias a espada do Senhor, isto é, a peste na terra, e o anjo do Senhor destruam todos os termos de Israel: Vê pois agora que resposta hei-de levar a quem me enviou.” 1Crónicas 21:10-12). “…e invocou Davi ao Senhor, o qual lhe respondeu com fogo do céu sobre o altar do holocausto. E o Senhor deu ordem ao anjo e ele meteu a sua espada na bainha.” 1Crónicas 21:26,27.
 Não subestimes a importância das amizades, relacionamentos e parcerias (Romanos 1:16).
Se um relacionamento está nos atraindo para baixo em vez de nos puxar para cima, então precisamos fazer escolhas firmes para nos retirarmos deles, pois podem nos fazer recuar do potencial que Deus tem para a nossa vida. (“Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras. Tu guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras.” 2Timóteo 4:14,15).
Nem sempre temos que cortar com as pessoas, mas temos que fazer escolhas sobre qual o impacto que elas terão na nossa vida e no nosso espírito (“E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles.” Romanos 1:17.
Uma das coisas que precisamos ver são as que nos estimulam. Aqueles que nos superam na ânsia, no zelo e na paixão. Aqueles cujo impacto sobre a nossa vida é levantar-nos. (“Tíquico, irmão amado e fiel ministro, e conservo no Senhor, vos fará saber o meu estado; o qual vos enviei para o mesmo fim, para que saiba do vosso estado e console os vossos corações; Juntamente com Onésimo, amado e fiel irmão, que é dos vossos; eles vos farão saber tudo o que por aqui se passa. Aristarco, que está preso comigo vos saúda, e Marcos, o sobrinho de Barnabé, acerca do qual já recebestes mandamentos; se ele for ter convosco, recebei-o; E Jesus, chamado Justo, os quais são da circuncisão; são estes unicamente os meus cooperadores no Reino de Deus, e para mim têm SIDO CONSOLAÇÃO.” Colossenses 4:7-11).

Procura os relacionamentos que te ajudam a sair da média e poderes dizer: "Eu posso fazer isso, Deus pode usar-me, e pode fazer coisas grandes em mim e através de mim! "

domingo, 8 de outubro de 2017

SÊ UM CONSTRUTOR DE PESSOAS

O Senhor Jesus disse que Ele irá construir a Sua Igreja (“…sobre esta pedra edificarei a minha Igreja…” Mateus 16:18). Nós estamos desperdiçando o nosso tempo se o Senhor não estiver envolvido no processo de construção da Sua casa.
Com o nosso desejo de construir a Igreja, devemos, antes de mais, estar construindo pessoas. Não se trata de usar pessoas para construir a Igreja, mas sim usar a Igreja para construir pessoas. Através do “edifício pessoas”, a Igreja será, por sua vez, construída.
         É a vontade de Deus que as pessoas floresçam na Sua casa; É algo que todos devemos levar a sério. Se nós construímos um tipo de Igreja onde as pessoas não podem florescer, porque elas ficariam plantadas?
Devemos querer ver o tipo de ambiente onde as pessoas são incentivadas a florescer em todas as áreas das suas vidas - relacionamentos, família, negócios e finanças. Para serem saudáveis, florescentes, o Senhor Jesus curou e abençoou as pessoas com a mentalidade do Reino.
Nós temos de assumir um compromisso de construir pessoas antes de construir a Igreja - ensinar, inspirar e levantando as suas vidas. Às vezes, isso pode significar que temos que mudar as mentalidades, para criar pessoas espirituais do Reino. As pessoas que estão construir a Igreja são pessoas espirituais.

Deus quer pessoas que estejam dispostas a fazer parte da construção do que é importante para elas: A Igreja!

WEBTV ClubeMais+