quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

DEUS NUNCA DESISTE DE NÓS

Um motorista de autocarros em Londres, foi comissionado para transportar passageiros para uma campnha especial onde estaria Billy Graham no Estádio de Wembley. Um dos participantes convidou-o a assistir mas ele recusou. No ano seguinte, mudou-se para Nova Iorque e, quando Billy Graham foi convidado para pregar em Madison Square, coube-lhe novamente transportar as pessoas para os cultos. Um dia, ao sair do autocarro, uma senhora perguntou-lhe se ele queria ir ouvir a pregação. Ele recusou educadamente. Mais tarde casou-se com uma australiana e acabou por ir trabalhar para Sidney onde, surpreendentemente, foi novamente designado para transportar pessoas para o estádio onde Billy Graham estava a pregar. Desta vez, ao ser convidado, achou que não tinha escapatória possível e cedeu. Olhando para trás, ele diz: "Para onde quer que eu fosse, acabava por encontrar o Billy Graham, por isso fui ouvi-lo e entreguei a minha vida a Cristo. Foi a melhor decisão que alguma tomei." O Salmista disse: "...Para onde me ausentarei do Teu Espírito?..." (Salmo 139). A graça é maravilhosa! Pedro disse: "...Deus é longânimo para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se." (2Pedro 3:9). Deus seguir-nos-á até aos confins da Terra, só para nos dar outra oportunidade de nos entregarmos a Ele.
Quantas oportunidades já teve? Não será altura de parar um pouco e entregar a sua vida ao Senhor?

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O PRINCÍPIO DE TUDO

"A educação materialista praticada nas escolas seculares somente poderá ser desmascarada pelo evangelho de Jesus Cristo - o único meio de educar, verdadeiramente, o ser humano." (Elinaldo Renovato, comentarista bíblico)
O cristão é desafiando constantemente a responder a razão da sua fé concernente aos dilemas suscitados pela ciência. A ciência moderna costuma distinguir e conceder pesos diferentes entre as afirmações que ela própria faz e as que o Cristianismo defende. Para a maioria dos cientistas o criacionismo é um assunto que diz respeito a fé e a consciência individual e um problema da religião.

Materialismo: Designa um conjunto de doutrinas filosóficas que, ao rejeitar a existência de um princípio espiritual, relaciona toda a existência a matéria e as suas modificações.
Naturalismo: O Naturalismo foi um movimento cultural relacionado às artes plásticas, literatura e teatro. Surgiu na França, na segunda metade do século XIX. Este movimento foi uma radicalização do Realismo. A conduta humana, segundo a linha naturalista, baseia-se na satisfação dos extintos biológicos. Não há princípios éticos universais; tudo é relativo.
Realismo: Defende que o mundo pode ser explicado através das forças da natureza, O ser humano está condicionado às suas características biológicas (hereditariedade) e ao meio social em que vive. Tem forte influência do evolucionismo de Charles Darwin.
Evolucionismo: Defende que a matéria inorgânica deu origem a matéria orgânica e que seres vivos surgiram através de mutações e evoluções. É essencial afirmar que o evolucionismo é UMA TEORIA e não uma LEI CIENTÍFICA.
"A teoria evolucionista é fruto de um conjunto de pesquisas, ainda em desenvolvimento, iniciadas pelo legado deixado pelo cientista inglês Charles Robert Darwin. Nas suas pesquisas, ocorridas no século XIX, Darwin procurou estabelecer um estudo comparativo entre espécies aparentadas que viviam em diferentes regiões. Além disso, ele percebeu a existência de semelhanças entre os animais vivos e em extinção. A partir daí ele concluiu que as características biológicas dos seres vivos passam por um processo dinâmico onde factores de ordem natural seriam responsáveis por modificar os organismos vivos. Ao mesmo tempo, ele levantou a idéia de que os organismos vivos estão em constante concorrência e, a partir dela, somente os seres melhores preparados às condições ambientais impostas poderiam sobreviver. Contando com tais premissas, ele afirmou que o homem e o macaco teriam uma mesma ascendência a partir da qual as duas espécies se desenvolveram. Contudo, isso não quer dizer, conforme muitos afirmam, que Darwin supôs que o homem é um descendente do macaco. Na sua obra, A Origem das Espécies, ele sugere que o homem e o macaco, devido às suas semelhanças biológicas, teriam um mesmo ascendente em comum. A partir da afirmação de Charles Darwin, vários membros da comunidade científica, ao longo dos anos, lançaram-se ao desafio de reconstituir todas as espécies que antecederam o homem contemporâneo. Mesmo cercada por uma larga série de indícios materiais sobre as transformações da espécie humana, a teoria evolucionista não é uma tese comprovada por inteiro. O chamado “Elo Perdido”, capaz de remontar completamente a trajetória do homem e seu primata original, é uma incógnita ainda sem resposta." (fonte: http://www.brasilescola.com/historiag/evolucionismo.htm)
Nós ouvimos por todos os lados que a ciência desaprovou o Cristianismo, mas hoje em dia a evidência histórica nos dá uma resposta clara: ao contrário, foi o cristianismo que possibilitou a ciência. Ao invés de nos sentirmos intimidados por aqueles feitos 'em nome da ciência', podemos mostrar que a própria existência do método científico, e tudo o que alcançou, é um grande argumento de defesa da verdade do Cristianismo."A Ciência nos mostra qual é a primeira causa, qual poder Ele tem sobre nós e quais benefícios nós recebemos dEle, para que o nosso dever em relação a Ele, assim como em relação aos outros, apareça em nós pela luz da natureza." (NEWTON)
"Não devemos opor ciência e religião; mas a ciência de má qualidade com de qualidade superior." (Charles Colson)
Bibiliografia Sugerida:
COLSON, C. PEARCEY, Nancy. E agora, como viveremos?. RJ: CPAD, 2000.
COLSON, C. PEARCEY, Nancy. O cristão da cultura de hoje. RJ: CPAD,2006.
PEARCEY, Nancy. Verdade Absoluta. RJ: CPAD,2006.
MACARTHUR, John. A Guerra pela Verdade.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

ESPECIALISTAS DÃO DICAS DE COMO IDENTIFICAR VÍTIMAS DE PEDOFILIA

O número de casos de pedofilia tem crescido porque as vítimas e os seus familiares estão denunciando mais. Por meio das investigações, especialistas conseguiram identificar alguns comportamentos de crianças que já foram vítimas de abusos. A psicanalista e psicóloga jurídica Tamara Brockhausen, especialista em reconhecer crianças que sofreram abuso sexual, pondera que são muitos os sintomas que podem se apresentar, mas nem sempre eles significam que o menor foi violentado de facto. Uma das principais características é a mudança brusca de comportamento.Entre os sinais, estão dificuldade de contacto com pessoas do mesmo sexo do abusador – se foi um homem, a criança pode ter medo de se aproximar de pessoas do sexo masculino –; comportamento regressivo – quando ela volta a fazer xixi na cama ou chupar o dedo, por exemplo -; atitude sexualizada excessiva; medo de sair de casa ou da escola; alterações de apetite; raiva e depressão.
A recomendação para os pais que estão desconfiados é procurar imediatamente a ajuda de um psicólogo especialista no assunto. Também ajuda conversar com outras pessoas que convivem com a criança, como os professoras da escola, que podem identificar mudanças de comportamento.A políciarecomenda que, assim que descobrirem o caso, os pais procurem imediatamente ajuda diante das autoridades.
Perfil do pedófiloDe acordo com a DCAV, o perfil dos pedófilos, tanto os que distribuem fotos pela internet, como aqueles que praticam sexo com menores, é o mesmo. Normalmente, são pessoas casadas ou solitárias.Tamara explica que, ao contrário do que muitos podem pensar, o pedófilo não costumar ter um perfil agressivo. Muito pelo contrário. Ele se apresenta como uma pessoa doce, que dá carinho e atenção, conquistando a confiança do violentado. Muitas são pessoas que trabalham directamente com crianças.Falsa alegaçãoSão cada vez mais comuns os casos de falsa alegação de abuso sexual e a incidência é ainda maior após o divórcio, alerta Tamara. Muitas vezes, a mãe tem a ilusão de que o filho está sofrendo abuso por parte do pai e pode acabar, mesmo que sem a intenção, levando a criança a desenvolver tais características. Às vezes, a mãe surge com uma ansiedade muito grande em relação à criança e pode, sem querer, acabar alterando a percepção dela. A mãe muito preocupada pode fazer a criança produzir a resposta que ela querhttp://noticias.r7.com/rio-e-cidades/noticias/especialistas-dao-dicas-de-comoidentificar-vitimas-de-pedofilia-20100114.html

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

AS 5 LINGUAGENS DO AMOR DAS CRIANÇAS

Para cada um o amor pode ser medido e interpretado de formas diferentes. O amor para mim é mais além do que um simples abraço, um beijo ou um presente. Para mim o amor é um acto de servir! Descobri já algum tempo que eu tenho uma linguagem de amor, que o meu marido tem uma linguagem de amor, o meu pai, a minha mãe tem uma linguagem de amor, ou melhor, cada pessoa tem uma linguagem de amor. Cada criança tem a sua linguagem de amor. Fomos amados de alguma forma, talvez não da forma que esperássemos, mas fomos! Talvez você estivesse ansioso por um tempo com os seus pais, por um abraço diário ou um beijo, por uma ajuda, nem que fosse a de estar ao seu lado para lhe ajudar com a lição de casa, por um elogio: Parabéns! Você é lindo! Você é linda! Talvez pela presença do seu pai ou sua mãe em um momento difícil, enfim por momentos que você não recebeu da forma que esperava ou precisava. É ai onde quero chegar. Você foi amado como o seu pai ou sua mãe entendiam que era amor. Talvez você ame os seus filhos como você entende o que é amor, mas quero convidá-lo a descobrir diferentes formas de amar. Tão diferentes que você poderá alcançar o coração do seu filho mais rápido e mais eficaz do que pensa. Não é magia, mas funciona! Alguns conselheiros e psicólogos dizem que temos um tanque emocional. Este tanque você pode visualizá-lo como um coração que precisa de ser cheio. Alguns tanques precisam de ser cheios diariamente, outros com mais intervalos de tempo. Esse tanque emocional é preenchido com os “4 As”; Afeição, Aceitação, Aprovação e Auto realização. Se não tem recebido os “4 As” talvez o seu tanque, do seu cônjuge ou do seu filho não esteja cheio e uma forma de enchê-lo é através das Linguagens do Amor. São 5 Linguagens do Amor que conheceremos a seguir!
A primeira é Palavras de Afirmação. São palavras de elogio, incentivo e encorajamento. Algumas pessoas sentem-se amadas quando as ouvem. As crianças também. Podemos dizer que fica mais fácil identificar na criança a Linguagem de Amor dela a partir dos 5 ou 6 anos de idade. Ela gosta de mostrar o que fez ou como está vestida para receber o incentivo ou elogio. Ela gosta de ouvir: Que desenho lindo! Como estás bonita! Que menino forte! E por aí vai.Uma criança que é Palavra de Afirmação e ouve dos pais palavras que a humilham, ela como todas as outras crianças não se sentirá amada, mas para ela o peso dessas palavras será muito maior. Palavras como: Você é burra! Nunca será nada! É uma menina preguiçosa e lenta! Está gorda, também só sabe comer! São frases pejorativas que não levam a lugar nenhum! As palavras utilizadas de forma negativa servem para que a criança se sinta rejeitada, menosprezada, desaprovada e sinta a indiferença. As Palavras de Afirmação, como as demais linguagens servem para alcançar o coração da criança com o intuito dela se sentir amada. Veja bem, não é que você como pai ou mãe não pode corrigir, pelo contrário, a disciplina de forma correcta produzirá segurança. Uma crítica de forma construtiva ajudará o seu filho a ouvir onde ele pode melhorar. Mas há maneiras de se falar porque o resultado que busca é encorajá-lo a melhorar e não desanimá-lo. Se tem um filho com palavras de afirmação não perca tempo, aproveite as oportunidades para falar a ele o quanto o ama, que está feliz por tê-lo por perto e elogie situações que ele faz que lhe agrade e que muitas vezes passam despercebidas, pois assim ele se sentirá motivado em continuar a fazê-las! Afinal quem é que não gosta de um elogio?
A segunda linguagem é Presentes. Quem não gosta de ganhar presentes? Como diz o Dr. Gary Champan autor do livro que fala sobre As 5 Linguagens do Amor das Crianças: “Sou formado em antropologia, o estudo das culturas. Até hoje, ninguém encontrou uma cultura em que presentear não seja uma expressão de amor.” Um presente diz: “Essa pessoa estava pensando em mim. Olha o que ela comprou para mim”. A pessoa que tem a Linguagem de Amor Presentes não se importa com o valor do presente e sim por ter sido lembrada. Ela é aquela pessoa que dá valor ao embrulho e abre devagar porque o próprio embrulho para ela é um presente. Em crianças vemos esta linguagem quando elas com frequência fazem desenhos para dar de presente, aparecem com uma flor para nos dar, fazem tortinhas de morango imaginárias e nos convidam para comer um pedaço. Criam carrinhos com rolo de papelão e botões e nos dão de presente. Enfim, simplesmente são formas de presentear para demonstrar que nos amam. Esta linguagem como as demais são fundamentais. Não é porque você se identificou ou porque identificou o seu cônjuge ou o seu filho que somente irá demonstrar amor desta forma, pois para encher o seu tanque emocional, do seu cônjuge ou do seu filho, precisará de todas, sendo que uma delas será mais essencial. Você descobriu que seu filho é Presente? Traga a ele de presente algo que você possa dizer: “Comprei porque me lembrei de ti!” Faça bilhetinhos e espalhe pelo quarto ou casa para que ele se surpreenda com cada presente escrito por si! Certamente você ficará surpreso com os resultados! Aqui vai uma dica! Como esta linguagem não é tão fácil de ser descoberta, agora quando recebo presentes tomo cuidado para abrir o embrulho, pois quem está me dando pode ter tido o cuidado de prepará-lo porque para esta pessoa pode ser importante não somente o que está dentro, mas também o embrulho, por isso rasgá-lo pode ser desastroso!Uma caixa de beijos A história começa algum tempo atrás, quando um homem castigou a sua filha de 3 anos de idade por gastar um rolo de papel embrulho dourado. O dinheiro estava escasso e ele enfureceu-se quando a criança tentou decorar a caixa para colocar debaixo da árvore de Natal. Apesar disso, a menina trouxe o presente para o seu pai na manhã seguinte e disse: “Isso é para si papá.”Ele estava envergonhado da sua reacção anterior, mas a sua raiva voltou de novo quando ele descobriu que a caixa estava vazia.Ele gritou com ela: “Você não sabe que quando se dá um presente alguém, na verdade tem que haver algo dentro?”A garota olhou para ele com lágrimas nos olhos e disse: “Oh papá, não está vazia, eu coloquei beijos dentro da caixa. Tudo para si papá.”O pai ficou arrasado. Ele colocou os seus braços ao redor da garotinha e implorou pelo seu perdão. Um acidente levou a vida da criança pouco tempo depois e conta a história que o homem guardou aquela caixa dourada ao lado da sua cama por muitos e muitos anos e todas as vezes que ele desanimava, ele tirava um beijo imaginário dela e lembrava-se do amor que a criança tinha colocado ali dentro.
A terceira é Actos de Serviço. Como é verdade a frase: “Um gesto vale mais do que mil palavras”.Para algumas pessoas fazer algo por alguém é uma profunda expressão de amor. Preparar as refeições, lavar a louça, passar aspirador, dobrar roupas – todas essas tarefas são Actos de Serviço. Que prazer!cClaro que como as outras exige esforço, mas esta especificamente exige energia e, por algumas vezes, habilidade. Se o seu filho é Actos de Serviço certamente ele sempre deseja ajudar, como tirar os pratos, lavar ou limpar algo, levar o carrinho do mercado, pegar algo para si. Esta é a forma dele de expressar o seu amor. Se o seu filho é Actos de Serviço certamente ele ficará muito feliz com o seu apoio e ajuda no incentivo da lição de casa. Veja bem, não é fazer por ele, mas sim sentar ao seu lado e ajudá-lo. Conferir a lição e perguntar se deseja ajuda. Olha, tenha certeza que alcançará o coração dele e o seu tanque emocional será cheio rapidamente!
A quarta é Tempo de Qualidade. Todos os seres humanos precisam de tempo dedicado exclusivamente para si mesmo. Com quem é Tempo de Qualidade não é diferente, pode ser 5 minutos, mas que seja com 100% de tempo disponível seu para quem está pedindo a sua atenção. Não é apenas estar na mesma casa que ele. É prestar atenção total a quem esta falando. É sair para comer, olhar olho no olho, ouvir e falar. Se o seu filho é Tempo de Qualidade ele anseia para que você preste atenção ao que ele está dizendo. Se você está na frente da TV ou lendo algo, certamente ele saltará para o seu colo ‘‘clamando” por atenção. Quer encher o tanque dele? Desligue a TV, pare de ler, olhe para ele e ouça atentamente o que ele esta dizendo. O que ele irá pensar? “O meu pai escutou-me, ele prestou atenção ao que eu disse”. “Ele importa-se comigo!
A quinta é Toque Físico. Não é de hoje que se conhece o poder do Toque Físico. De acordo com várias pesquisas, bebês tocados com afecto são emocionalmente mais saudáveis do que bebês privados desse toque. O mesmo se aplica a mim e a si. Um aperto de mão, um abraço, uma palmada nas costas enchem o tanque de amor de muitas pessoas solitárias. A criança que é Toque Físico quando o encontra a si não irá simplesmente querer um beijo, mas um abraço apertado. Ela sente-se amada com o toque. Se você tem um filho que deseja sempre abraçar, beijar (aqueles beijos no rosto demorados), ele pode ser Toque Físico. Lembrem-se todos nós precisamos de todas as linguagens, então isto não lhe ausenta de aplicar todas elas com o seu filho, mas se percebeu que ele é Toque Físico, não perca tempo saia daí agora e dê um abraço bem apertado nele! Gostaria de ressaltar que para identificar a Linguagem de Amor do seu filho ou mesmo a sua é necessário observação, e se caso não tem demonstrado a Linguagem de Amor dele, provavelmente ele deve estar lhe cobrando de alguma forma. Você perceberá que é Vital! Você não conseguiria viver sem! Uma criança pode ser bilíngüe, ou seja, pode ter duas linguagens que são vitais, mas isso é mais raro. Talvez você pense: “ Ah! Meu filho é todas estas”. Se ele está no período de formação 0 aos 6 anos a criança realmente deseja todas elas o dia todo porque afinal está em formação. Nós mesmos precisamos de todas elas, mas com frequência de necessidades diferentes, por isso talvez precise de esperar um pouco mais para saber, mas enquanto isso, faça deste tempo uma oportunidade de fornecer os “4 As” utilizando estas linguagens para que o tanque emocional do seu filho fique sempre cheio! Afinal quem dá amor recebe amor! Já sabe qual é a sua Linguagem de Amor? Conseguiu identificá-la? E a do seu cônjuge? E do seu filho? Estas informações foram retiradas dos livros: As Cinco Linguagens do Amor e As Cinco Linguagens do Amor das Crianças, ambos escritos por Dr. Gary Champman. Editora Mundo Cristão.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Dê ao seu filho uma perspectiva sobre eternidade!

O que é necessário fazer para que o seu filho veja em si um exemplo de vida? Afinal é responsabilidade dos pais transmitirem essa dimensão importante da vida. A responsabilidade está em si! O seu filho não se vai agarrar em algo que você não tenha. Na verdade, se o seu exemplo de vida for fraco, ele pode imunizar o seu filho contra descobertas pessoais que seriam importantes durante a sua vida.
Que tal fazermos um levantamento pessoal e depois ver algumas sugestões práticas?
A minha própria vida é um bom exemplo a ser seguido? Em questões de carácter, sou um exemplo? (pontualidade, diligência, perseverança, verdade, integridade, humildade, imparcialidade, justiça, etc) 1Coríntios 11:1.

O modo como disciplino o meu filho cria nele um respeito equilibrado pela autoridade que o ajudará a submeter-se voluntariamente a uma autoridade maior? Dedico tempo para conversar com o meu filho sobre os problemas dele, as características positivas de personalidade que ele está adquirindo? Tenho naturalmente entusiasmo na leitura da Bíblia, na oração e no serviço ao Senhor? Ou na verdade é só apenas um hábito adquirido ou escolhido?

Estudos psicológicos indicam que aproximadamente 85% do carácter do seu filho é formado até aos 6 anos de idade. Portanto a sua maior oportunidade de ter sucesso é dar a ele os "4As” (Aceitação, Afeição, Aprovação e Auto-realização) já no inicio da sua vida que são os primeiros e cruciais anos da vida. Com relação aos 15% restante, você pode fazer o seguinte:

1- Faça um diário sobre o seu filho. Fiquem atentos às necessidades especificas dele. Demonstre que se preocupa com ele. Fale com ele sobre preocupações futuras como vocação profissional, casamento e filhos.

2- Programe-se para ter tempo individual com cada e filho e seu cônjuge. Invista no tempo de qualidade tanto individualmente como com toda a família.

3- Crie em sua casa um clima propício para haver riso, aventura, surpresas, preocupação mútua, boa música, livros e bons amigos. Propicie um ambiente agradável para se viver. Uma boa maneira para descobrir se o ambiente de sua casa é saudável é ver se os filhos de amigos e vizinhos costumam se reunir aí!

4- Envolva a sua família em reuniões para compartilhar a palavra e orar por necessidades familiares, de outras pessoas e pessoas até que eles não conhecem, como missionários e povos que ainda não conhecem a Jesus. Estimule-o a contribuir para suprir as necessidades de outras pessoas. Incentive o seu filho a participar das actividades na Igreja e caso ele tenha actividades bíblicas para fazer em casa ofereça a sua ajuda!

6- Leve a sério o questionamento do seu filho sobre assuntos espirituais. Não se ria ele quiser saber se os mosquitos vão para o céu. Aproveite a oportunidade para falar com ele sobre fé. Esta é uma ótima oportunidade para estudarem a Bíblia juntos.

7- Aproveite datas especiais, como Páscoa, Natal e Aniversário para compartilhar do amor de Deus.

8- Estude com os seus filhos sobre as necessidades do mundo. Utilize cartazes e mapas para mostrar visualmente. Na adolescência, o seu filho precisa começar a pensar e agir independentemente de si. Ele irá começar a questionar coisas que anteriormente aceitava sem problemas. Oriente-o para ler livros que possam dar boas respostas para as suas perguntas e conversem com pessoas que tenham bom canal de comunicação com os jovens. Esteja aberto sempre para boas conversas e, mais do que nunca, pratique o que prega.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

ESTE É UM TEMPO SEM PAIS

Vivemos num momento da Historia onde muitos pais e mães não sabem como criar os filhos, estes novos pais, deveriam ter recebido um discipulado dos seus pais como nos relata o salmista Asafe no Salmo 78:3,4. Porém muitos desses que ouviram, não ouviram com os seus ouvidos espirituais e portanto, nenhuma instrução foi compartilhada com os seus filhos, e desta forma, milhares vem de lares quebrados, marcados pelo divórcio, ou são filhos de pais ausentes, alcoólicos, ou fazem parte de famílias disfuncionais. Esses jovens pais tem como pano de fundo um modelo inadequado de familia, e dessa forma nada tem para dar à geração que lhe sucederá. Em alguns casos encontramos avós que não sabem o seu lugar, não cortaram o cordão umbilical dos seus filhos e vivem a interferir na educação dos seus netos, quando poderiam ser uma benção de suporte e auxílio quando solicitados. Como criar filhos saudáveis e obedientes? Creio que esse é o grande desafio desta nova geração de pais e mães. Necessitamos de colocar os nossos olhos nas Sagradas Escrituras e com o nosso coração ouvir e abraçar a Palavra de Deus sobre esta importante questão, portanto vamos ao texto sagrado. Salmo 127:3 Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, o seu galardão. Os filhos que recebemos do nosso amado Senhor, não são um problema, são uma oportunidade dada por Deus, para um “momento especial”. Aqui a esposa é uma “Assessora Especial”, sem a ajuda de uma esposa sabia e sensata, a tarefa de educar as crianças, tornar-se-á mais difícil. O pai é o responsável aqui, porém, frequentemente o pai empurra para a mãe, tarefas que Deus deu ao homem. Que tremenda oportunidade nós como pais recebemos de exercer o discipulado primeiro em nossa casa e depois ate aos confins da Terra. Como pais devemos aproveitar esses momentos especiais para demonstrar amor, graça, paciência, firmeza e segurança aos nossos filhos. Abrace o seu filho 12 vezes ao dia, fale das suas qualidades, tenha interesse nas suas tarefas, descubra qual a linguagem de amor do seu filho, declare que você o ama e que ele é muito importante para você e para Deus. Pais procurem tornar Cristo conhecido de tal maneira que os seus filhos queiram segui-Lo. Agora, a questão é como você como pai e mãe, treina os seus filhos dia após dia? Criar filhos é um treinamento que oferecemos a essa herança que Deus colocou em nossas mãos e também é um tempo onde o nosso Pai Celestial, treina a nossa vida, para gerar em nós os frutos do Espírito de Gálatas 5:19,21. Os filhos de Pais incoerentes e hipócritas, isto é, pais que são actores na vida cristã, não vivem o que falam e o que falam está divorciado do que vivem, esses filhos experimentarão depressão e melancolia. Serão crentes de fachada. É muito importante que pai e mãe tenham unidade na disciplina e correcção da criança, lembrando que a disciplina é diferente de castigo. Disciplina segundo Deus, tem padrão, é coerente. Criar filhos é também criar uma atmosfera onde as crianças sintam-se aquecidas no meio dos invernos da vida e refrigeradas quando de situações de pressão e crise. Deus é bom, muito bom.
Queridos pais, não desanimem nas lutas e dificuldades para investir nos pequeninos que Deus colocou aos vossos cuidados, caminhem pela fé, confiem em Deus e dependam dele, pois o que Ele prometeu “...até quando for velho não se desviará...” (Pv.22:6), Ele há de cumprir, e o que Ele falou é certo que fará. Deus nunca erra. Deus não é homem, para que minta; nem filho de homem, para que se arrependa. Porventura, tendo ele prometido, não o fará? Ou, tendo falado, não o cumprirá? (Números 23:19)

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

ENTRA NO AUTOCARRO!

Patsy Clairmont escreveu: "Jason, o nosso filho mais novo, tem dois alvos na vida: um, é divertir-se; o outro é descansar. E pratica ambos muito bem. Por isso, não devia ter ficado surpreendida com o que aconteceu quando o enviei para a escola num dia de Outono. Quando Jason se dirigia para o autocarro escolar, apressei-o, preparando-o para um dia em cheio. Quando bateram à porta, foi uma surpresa e uma alteração do meu ritmo matutino, algo a que nem sempre tenho acesso. Corri para a porta, abri-a de repente e à minha frente estava Jason. "Que estás aqui a fazer?" perguntei. "Desisti da escola", anunciou ele. "Desististe da escola?" repeti, incrédula, um decibel demasiado alto para ouvidos humanos, engolindo em seco e procurando recordar-me de alguma psicologia materna. Mas tudo o que me ocorria era "mais vale prevenir que remediar" e "nada de deixá-los pôr pé em ramo verde" ou qualquer coisa do género. De algum modo, não pareciam aplicar-se a um dilema de seis anos. Por isso perguntei-lhe: "Porque desiste da escola?" Sem hesitação, afirmou: "É muito comprida, é muito difícil e é muito chata!" Jason", retorqui instantaneamente, "acabaste de descrever o que é a vida. Entra já no autocarro!"
Quando se trata da vida cristã, Deus não promete um mar de rosas no campo de batalha, nem uma alcatifa na pista de corridas, apenas um tabuleiro de adversidades e avanços! A Sua Palavra diz: "Sê firme...o teu trabalho no Senhor não é em vão..." Então, a palavra para nós hoje é: "Entra no autocarro!"

sábado, 2 de janeiro de 2010

APRENDENDO A ESPERAR

Não somos muito pacientes. Tendemos a ser refilões, apressados e a ultrapassar tudo e todos. Robert Levine inventou uma palavra a que chamou honko-second. É o tempo entre o momento que o semáforo muda e a pessoa atrás de nós buzina. Por vezes, esperar é a coisa pior que nos podem pedir. Só no Velho Testamento é-nos ordenado quarenta e três vezes "espera no Senhor".
Aprender a esperar bem é um teste de maturidade. Scott Peck escreveu: "A gratificação retardada é um processo é um processo de programar a dor e o prazer da vida de tal maneira que reforça o prazer satisfazendo e experimentando primeiro a dor e ultrapassando-a depois. É a única forma decente de viver." Esperar obriga-nos a reconhecer que não estamos no controlo das coisas. Humilha-nos na medida em que precisamos de ser humilhados.
Veja-se o que acontece com o trapezista. Por um momento, que deve assemelhar-se à eternidade, fica suspenso no vazio. Não pode voltar para trás, mas é demasiado cedo para ser agarrado por quem o irá segurar. Tem de esperar com confiança absoluta. Se não fizer, poderá morrer. Neste exacto instante, podes estar a viver um momento muito vulnerável. Tens de fazer o que Deus te ordenou, mas ainda não consegues sentir a Sua mão a segurar-te. Moisés esperou 80 anos por um ministério que durou 40 - dois terços da sua vida foram gastos a preparar-se! A nossa vida não é medida pela sua extensão, mas pela sua eficácia e pelo impacto para Deus. Por isso, espera, que Deus não te irá desapontar.

WEBTV ClubeMais+