segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

TEM PROCURADO?

É difícil imaginar circunstâncias mais humildes do que aquelas que rodearam o nascimento do Senhor Jesus. O estábulo cheirava mal, o chão era duro. Teias de aranha cobriam o tecto e ratos corriam pelo chão. Maria olhava para a face do seu Filho. O seu Senhor. Sua Majestade. Naquele momento, o ser humano que melhor compreende quem é Deus, e o que Ele está a fazer, é uma adolescente num estábulo mal cheiroso. Ela lembra-se das palavras do anjo: "O Seu reino será eterno." Majestade no meio da Terra. Santidade na imundície do estrume e do suor. A Divindade entrando no mundo no chão de um estábulo.
Este bebé já dominou o Universo. Os Seus mantos de eternidade foram trocados pelos trapos que o mantém quente. O Seu trono dourado foi abandonado por um curral de ovelhas. Anjos adoradores substituídos por pastores. Entretanto, a cidade adormecida não tem consciência de que Deus visitou o seu planeta. O dono da hospedaria nunca acreditaria que tinha acabado de mandar Deus para o frio. E as pessoas zombariam de qualquer pessoa que lhes dissesse que o Messias descansava nos braços de uma adolescente na periferia da sua cidade.
Todos estavam demasiados ocupados para considerar a possibilidade. Mas aqueles que perderam a chegada de Sua Majestade naquela noite, perderam-na não por causa de actos de malícia ou de maldade, perderam-na porque não estavam a olhar para Ele!
Pouco mudou em 2000 anos. Este Natal...olha para Ele!

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+