sexta-feira, 19 de junho de 2015

NÃO TENHAS MEDO DE FALHAR

Enquanto não conseguires ultrapassar o medo de falhar, ficarás imobilizado com a ideia de correr um risco. O mais importante que tens de te lembrar é que falhar não é desistir. A História mostra que o falhanço pode, na verdade, tornar-se uma ponte para o sucesso. Na escola, Napoleão era o quadragésimo segundo numa turma de quarenta e três, no entanto, formou um exército que conquistou uma grande parte do mundo. George Washington perdeu três terços das suas batalhas militares, no entanto contra todas as esmagadoras probabilidades, ganhou a Guerra da Revolução e mudou a História da América. Albert Einstein tinha tantas dificuldades de aprendizagem que lhe sugeriram que deixasse de estudar Física e passasse a estudar outras coisas, no entanto ele é considerado o pai da era atómica. Quando pensas nestes nomes, não recordas os seus falhanços mas o seu contributo para a Humanidade. Só quando tu considerares que o teu falhanço é o fim, é que tu és finalmente um falhanço! O falhanço não é um acontecimento, apenas uma opinião, e desde que não seja a tua opinião, tu podes voltar a ser bem-sucedido. ("Porque sete vezes cairá o justo, e se levantará." Provérbios 24:16). No seu discurso inaugural, Franklin Roosevelt disse à nação: "A única coisa que temos de temer, é o próprio medo." O falhanço não é fatal, tu podes recomeçar. Mas o medo de falhar pode acabar por ser fatal para os teus objectivos ao impedir-te de voltares a tentar.
Depois de catalogar todos os necessários possíveis que se podem erguer contra nós, tais como a tribulação, a angústia, a fome, a nudez, o perigo, a espada, Paulo escreve: "Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou." (Romanos 8:37). Não tenhas medo de falhar!

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+