segunda-feira, 3 de agosto de 2015

UM CORAÇÃO QUEBRANTADO (1)

Nem sempre sabemos a razão para as nossas provações, mas Deus revelou a Paulo a razão para o seu "espinho na carne" (2Coríntios 12:7). Foi para que não se "exaltasse". Por vezes o sucesso pode ser intoxicante, e as pessoas intoxicantes não são conhecidas por serem demasiado inteligentes ou de confiança!
O que acontece quando se tem um espinho na carne? Magoa, dói. E em quanto não sai, a atenção da pessoa só se concentra em tirá-lo, e deixa passar tudo. Três vezes Paulo orou a Deus para que lhe tirasse aquele espinho, mas Deus tinha outro plano. Quando Paulo descobriu que o poder de Deus na sua vida estava ligado ao espinho que o afligia, respondeu: "Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte." (2Coríntios 12.10). Por outras palavras: "Se é para o meu bem, então deixa vir Senhor!"
Se tens alguém, ou algo, que é um "espinho" na tua vida, e tens orado a Deus para te liberte e ainda não aconteceu, talvez Deus queira que sintas a Sua graça e poder  através da forma como lidas com essa pessoa ou situação. Mas não irás sentir isso enquanto não passares da dor para a oração. A Bíblia fala de "sacrifício de louvor" (Hebreus 13:15). Um sacrifício significa que alguma coisa tem de morrer no altar de alguém. Então, se queres experimentar a graça e o poder de Deus na tua vida, deves estar disposto a morrer para o teu próprio interesse, ego e dependência. Não há nada de mal em pedir a Deus que remova o teu espinho. Mas quando a tua oração por libertação se transforma em louvor, estás no bom caminho para alcançar o poder, porque Deus está-te a conceder graça. (continua...)

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+