quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

EXPECTATIVAS IRREALISTAS

Quando ajudas alguém, à espera que ela te retribua, apenas estás a preparar-te para apanhares uma desilusão. Há coisas que todos podemos esperar, como boa educação e respeito. Mas muitas vezes desenvolvemos expectativas acerca dos outros às quais eles não têm a obrigação de corresponder. E, quando não estão á altura das nossas exigências, ficamos magoados e desiludidos, mas foram as nossas pressuposições descabidas que criaram o problema. Muitas vezes albergamos desejos passados insatisfeitos. Queremos que os outros preenchem a nossa necessidade de sermos amados incondicionalmente. Estamos tão carentes que afastamos toda a gente. Casais são famosos por se culpabilizarem mutuamente por aspectos que precisam de melhorar a nível individual. Não é justo esperarmos que o outro "resolva" os nossos problemas, mude a nossa vida, ou se transforme naquilo que nós queremos, só para nos agradar. Esse tipo de comportamento apenas gera stress, ressentimento, hostilidade e uma dependência doentia que teremos de enfrentar algum dia. Outro problemas é esperarmos que as outras pessoas adivinhem o que queremos, quando nem sequer nos demos ao trabalho de falar acerca das nossas expectativas. Como se pode culpar outra pessoa por não ter feito uma coisa que ela nem sabia que tu querias? Compreende isto: Os outros não são a tua resposta. Deus é a tua resposta. Se Ele escolher usar uma determinada pessoa para te ajudar, Ele fá-lo-á; se não, utilizará outra pessoa. Por isso, examina-te hoje e pede a Deus para te revelar quaisquer expectativa irrealista que estejas a alimentar.

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+