quarta-feira, 23 de julho de 2014

OS PRINCÍPIOS DE GIBEOM

Os gibeonitas eram uma nação que Deus disse a Josué para destruir. Apesar de serem gentios, eram sábios o suficiente para saberem que estavam no lado errado. Então disfarçaram-se e convenceram Josué a fazer um pacto com eles, dizendo: “Nós somos teus servos…” (Josué 9:8).
Quando os seus velhos aliados ouviram que eles tinham unido forças com Israel, declararam-lhes guerra. Por causa do pacto que tinha feito com eles, Josué lutou por eles e livrou-os. Esta passagem da Bíblia pode ensinar-nos três coisas:
Primeiro: Chega um momento em que, a fim de seguir a Deus, temos de fazer a ruptura com o nosso passado. Algo que nos perturba é querermos seguir em frente, mas pensando que vamos aborrecer alguém com essa atitude ficamos para trás. Mas temos de ultrapassar isso. “Se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram, eis que tudo se fez novo.” (2Coríntios 5:17).
Segundo: Os gibeonitas estavam desejosos de se humilhar e de pedir ajuda. Não importa o quão dotado possas ser, haverá alturas em terás de chegar perto dos outros e dizer: “Estou com problemas, ajudem-me.”
Terceiro: Quando te recordares onde já estiveste, ficarás grato pelo lugar onde estás. Os gibeonitas ficaram como lenhadores e transportadores de água; estavam felizes só por servir. Esquece aquela ideia de quereres ser uma celebridade espiritual. Limita-te a servir! Servir é vertical: “Servi ao Senhor com alegria.” (Salmo 100:2), mas também é horizontal: “…servi-vos uns aos outros pela caridade.” (Gálatas 5:13).

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+