quarta-feira, 29 de outubro de 2014

EDIFICANDO A TUA FÉ

Judas coloca a responsabilidade de tu e eu nos edificarmos espiritualmente sobre a nossa fé (vs.20). Existem dois tipos de fé: A “fé mecânica” e a “fé intencional”.
Cada vez que eu carrego num interruptor estou a exercitar “fé mecânica”. Mas quando enfrento o desconhecido, quando enfrento o que nunca foi tentado nem nunca foi feito, preciso da “fé intencional”, a fé que acredita que Deus “…é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente, além daquilo que pedimos ou pensamos.” (Efésios 3:20).
Se eu for proactivo, a minha fé irá crescer. Se eu for passivo isso não irá acontecer. Há uma erosão da nossa fé que vem das lutas do dia-a-dia. Se não fizermos nada para fortalecer e segurar a nossa fé, esta começa a deteriorar-se.
Cristo disse à igreja de Éfeso que se lembrasse da altura que tinha caído. Que coisa tão estranha para se dizer! Se eu caísse de uma altura significativa, de certeza que me lembraria. Mas se a queda fosse gradual seria diferente. Então perguntemos a nós mesmos: “Será que aqueles que me conhecem melhor começaram a reparar que o brilho desapareceu dos meus olhos, a alegria dos meus passos, a paz do meu espírito e a Palavra de Deus das minhas conversas?"
A fé é como um músculo; se não a exercitarmos consistentemente e constantemente, ficará atrofiada e fraca. A Palavra de Deus diz: “Sê vigilante e confirma os restantes, que estavam para morrer…” (Apocalipse 3:2).

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+