segunda-feira, 19 de outubro de 2015

QUE ERROS ESTÁS A COMETER (4)

Um dia o rei Zedequias disse ao profeta Jeremias: "Pergunto-te uma coisa, não me encubras nada." (Jeremias 38.14). Zedequias mostrou uma sabedoria que não mostramos tantas vezes como devíamos. Alguém escreveu o seguinte: "Deixei de ser uma pessoa que evita potenciais más notícias para passar a ser alguém que as convida. Durante muitos anos permiti aos membros do meu círculo mais chegado que me fizessem perguntas difíceis e me dessem a sua opinião quando não concordassem comigo. Eu não quero nunca cometer um erro e depois ouvir um membro da equipa a dizer: "Eu sabia que isso iria ser uma má decisão." Eu quero que as pessoas me digam com tempo, não depois, quando já é tarde de mais para o seu conselho ajudar. A oposição antes de uma decisão ser tomada nunca significa deslealdade. Precisamos de dar aos outros a permissão para fazerem perguntas difíceis e para se oporem às nossas ideias. Essa decisão deve ser apresentada aos outros pelo líder. Uma grande parte das vezes os líderes preferem ter seguidores que fecham os olhos em vez de pessoas que falem sem papas na língua. Mas se tudo está muito calmo quando as decisões estão a ser tomadas, provavelmente não estará muito calmo quando depois aparecem os resultados das decisões." Francis Bacon observou: "Se uma pessoa vai começar com certezas, acabará com dúvidas, mas se ela se contentar em começar com dúvidas, acabará com certezas." Jó disse: "Ouvindo-me, esperavam, e em silêncio atendiam ao meu conselho." (Jó 29:21).
Tu precisas de perguntar constantemente a ti próprio: Qual é a minha atitude relativamente aos erros? Estou a ganhar alguma coisa com os meus erros? Estou a aceitar o máximo de informação e opiniões possível? (Fim

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+