quarta-feira, 10 de agosto de 2016

ATITUDE

Era uma vez um homem idoso e muito sábio. Todos os dias, ele e a neta sentavam-se na cadeira do baloiço à porta de uma bomba de gasolina para saudarem os turistas que passavam por aquela pequena cidade. Um dia, um homem alto, um turista, começou a investigar a área como se estivesse à procura de um lugar para morar. E perguntou ao homem idoso: “Então, que tipo de cidade é esta?”, perguntou ele. O homem idoso respondeu: “Bom, de que tipo de cidade é que o senhor vem?” O turista disse: “De uma cidade onde todas as pessoas são muito criticas uns dos outros. É um sítio negativo para se viver.” O homem idoso respondeu: “Pois é, mas esta cidade também é tal e qual assim.” E o homem foi embora. Mais tarde, uma família que estava de passagem com o mesmo objectivo de encontrar um lugar para viver, parou para abastecer o carro. O pai saiu e perguntou ao homem idoso: “Esta cidade é um bom sítio para viver?” E o homem idoso fez a mesma pergunta que já tinha feito ao turista: “Bom, e de que tipo de cidade é que você vem?” O pai disse: “Na minha cidade somos todos muito próximos e estamos sempre dispostos a ajudar. Não estou nada contente de ter de me mudar de lá.” O homem idoso sorriu e disse: “Pois é, mas olhe que esta cidade também é tal e qual assim como a sua.” Depois de essa família se ter ido embora, a neta olhou para cima e disse: “Avó, porque é que disseste ao primeiro homem que isto era um sítio horrível para se morar, e a esta família disseste que a nossa cidade era maravilhosa?” O homem idoso olhou para baixo, e respondeu à curiosidade da sua neta: “Independentemente do sítio para onde vamos, levamos sempre a nossa atitude connosco. E é ela que torna as coisas terríveis ou maravilhosas.”

Sim, a vida é aquilo que fazemos dela!

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+