sábado, 26 de dezembro de 2015

UM CORAÇÃO QUEBRANTADO (4)

Por vezes Deus permite-nos bater no fundo para que possamos descobrir que Ele é a rocha que está no fundo. Gedeão preparava-se para enfrentar um exército de 135000 homens com apenas 32000. Mas desses 32000, 22000 deixaram o campo de batalha mesmo antes dela começar e foram para casa. Faz as contas! Gedeão devia pensar: "Não há nenhuma hipóteses de conseguirmos ganhar!" Mas depois Deus explica: "Muito é povo que está contigo, para eu dar os midianitas em tua mão, a fim de que Israel se glorie contra mim, dizendo: A minha mão me livrou." (Juízes 7:2). 
Cá está outra vez a velha batalha do ego que todos travamos diariamente. É por isso que a oração que o Senhor Jesus ensinou termina com: "...porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém!" (Mateus 6:13). De onde vem o "nosso" poder? De Deus! Para quem deve ir a glória das nossas vitórias? Para Deus! Quanto tempo dura este acordo? Para sempre!
Deus teve de quebrar a auto-suficiência de Jacó para que o "Israel" dentro dele pudesse sair. Por vezes, Deus tem de te deitar abaixo antes de te puder levantar. Moisés foi chamado de "homem mais manso sobre a Terra. Mas foram precisos quarenta anos a viver como pastor no deserto para Deus o livrar do seu orgulho e para ele se submeter a Deus. Só depois ele estava pronto para se levantar perante o faraó e fazer os milagres que demonstravam o poder de Deus.
Estarmos quebrantados não significa que sejamos fracos, ou que tenhamos um complexo de inferioridade ou que sejamos um caso de baixa ato-estima. Não! Termos um coração quebrantado significa: "Senhor, se este trabalho vai ser feito, e bem feito, tens de o fazer através de mim. Porque a  minha confiança é em Ti!"

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+