quinta-feira, 2 de junho de 2016

JEOVÁ El-Roí

Este é o nome que a escrava egípcia de Sara, Hagar, chamou a Deus no seu tempo mais profundo de angústia. Sara convenceu o seu marido Abraão a ter Hagar como sua segunda esposa para que esta lhe desse um filho, porque Sara era estéril. Sara pensou que isso iria trazer-lhe alegria, mas em vez disso, irritou-se ainda mais e acabou odiando Hagar.
 Hagar fugiu para o deserto e clamou a Deus. E foi lá que o Senhor se encontrou com ela e disse-lhe que estava grávida e que devia voltar para Sara e se submeter a ela. O Senhor ouviu Hagar e assim ela O reconheceu "Tu és o Deus que me vê."
Através desta história, vemos um Deus que ouve o nosso clamor, um Deus que independentemente do sítio onde estamos atende-nos e responde ao nosso sofrimento.
Sabemos que Deus é o mesmo hoje como Ele foi, então como Hagar, também podemos saber que Ele vê a nossa aflição; Ele vê-nos no nosso lugar de desespero e mágoa.

Nós podemos confiar no nosso Deus que tudo vê, que no Seu amor e compaixão nos ajuda, nos conforta e nos dá a vitória.

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+