segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

NÃO SE LIMITE A DIZÊ-LO, REFORCE-O!

A Bíblia pergunta: "...que filho há a quem o pai não corrija?" Resposta: Um pai que não corrige o seu filho não pode ser grande coisa como pai.
Não sabemos se foi assim que os problemas começaram com Hofni e Fineias, os dois filhos de Eli, o sumo-sacerdote. Simplesmente lemos: "...fazendo-se os seus filhos execráveis, não os repreendeu." (1Samuel 3:13). Talvez Eli tenha ouvido falar das coisas terríveis que os seus filhos e se tenha limitado a dizer "Então rapazes, sabem que não devem fazer isso!", e os rapazes terão respondido "Sim pai", e depois terão voltado imediatamente a defraudar os adoradores que chegavam ao templo e a seduzir as mulheres. O problema não foi Eli não ter dito aos seus filhos as coisas certas, o problema foi não as ter reforçado. Não há dúvidas de que, certamente, não conhece pais que digam aos seus filhos: "Vá, roubem um banco, dez ou vinte anos na prisão não vos hão-de fazer mal nenhum!" Não, certamente esses pais disseram tudo o que era certo. Muitos pais de reclusos provavelmente também disseram as coisas adequadas. Mas o que falta a muito dos pais bem-intencionados é o reforço. Eli não estava a reforçar a verdade, limitava-se a declará-la. Ele não retirou aos seus filhos os seus cargos nem os seus privilégios. Deixou que continuassem a errar, enquanto lhes dizia para não o fazerem.
Pai, não se limite a dizer alguma coisa, faça alguma coisa! Se os seus filhos estão no caminho errado e você continua parado, está a poupar-se a si próprio e a sacrificá-los a eles. A coisa mais carinhosa e a maior demonstração de cuidado que pode ter enquanto pai é disciplinar os seus filhos com amor (Hebreus 12:6).

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+