segunda-feira, 23 de março de 2015

VITÓRIA PELO RELACIONAMENTO ÍNTIMO

O Apóstolo Paulo escreve na epístola aos Filipenses (3:10): "Para conhecê-Lo, e à virtude da Sua ressurreição, e à comunhão de Suas aflições, sendo feito conforme à Sua morte." Orá, nós conhecemos o poder da ressurreição - levantou Jesus dos mortos! Pensa bem: Que problema pessoal pode ser maior do que o poder da ressurreição? O que está morto na tua vida e precisa de ser reavivado? O que está despedaçado a precisar de reparação? Quando tornares o relacionamento íntimo com Cristo uma prioridade começarás a experimentar este poder.
Porque é que alguns cristãos vivem como "mais que vencedores", enquanto outros vivem sempre em desânimo? A resposta não está nas circunstâncias, porque tanto cristãos vitoriosos como cristãos derrotados enfrentam o mesmo tipo de provações. E também não está em quem vai à igreja com maior regularidade, ou em quem lê mais ou menos a Bíblia. A resposta está no facto de os cristãos vitoriosos desenvolverem um relacionamento íntimo com Cristo, que abre as portas para o Seu poder vivificador!
Muitos gostariam de colocar um ponto final depois das palavras "o poder da Sua ressurreição". Mas a verdade é que, se queremos ter um relacionamento íntimo com Cristo, também precisamos de partilhar da "comunhão dos Seus sofrimentos". "Sofrimento" significa mais do que padecer alegrias ou acolher em casa um familiar preguiçoso. Para Paulo, significava ser brutalmente espancado! Mas também significava um relacionamento com o Senhor de tal forma íntimo, que não podia ser atingido por outras vias. Se já partilhaste um profundo sentimento com alguém, percebes melhor isto. Nunca terás uma real intimidade com outra pessoa se a tua atitude for: "Só vou partilhar contigo os bons momentos. Podes ficar com os maus só para ti."

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+