sábado, 9 de abril de 2016

FAZENDO ESCOLHAS CERTAS

Quantas vezes pensamos sobre as escolhas que fazemos? E sobre as decisões aparentemente pequenas ou insignificantes?
É relativamente fácil identificar e resistir às grandes tentações, mas a verdade é que as grandes questões da vida geralmente começam com pequenas escolhas. Muitas vezes, as decisões mais difíceis são as pequenas, aquelas escolhas que parecem inofensivas o suficiente no momento.
Ninguém acorda um dia e pensa: “Hoje vou fazer uma pausa de seguir Deus e ver o que acontece”. Não. Em vez disso, o inimigo trabalha em nós com um atalho, um compromisso ou uma opção fácil.
O diabo tentou Jesus com as mesmas oportunidades de se contentar com menos do que o melhor de Deus. A escala é diferente, mas a essência da tentação é a mesma.
Em Mateus 4, o diabo desafia Jesus sobre a Sua identidade. Por duas vezes ele diz: "Se és o Filho de Deus..." E tu podes ouvi-lo a dizer-te o mesmo? "Se tu és realmente quem dizes ser, então deves ser capaz de transformar pedras em pão e saltar de penhascos!" Mas Jesus sabe como manejar a espada da verdade, e resistir à tentativa do diabo para provocá-Lo. Ele responde: "Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a Ele servirás " (Mateus 4:10).
Jesus resistiu ao diabo, baseando-se na verdade da Palavra, que é o nosso maior recurso. Sempre que tu achares que não és talentoso ou inteligente o suficiente, que não tens recursos ou apoio suficiente, ou que deves reduzir as tuas expectativas, volta ao que a Palavra de Deus diz.
 A Bíblia declara que nós podemos todas as coisas em Cristo (“Posso todas as coisas naquele que me fortalece.” Filipenses 4:13), e que somos mais do que vencedores (“Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por Aquele que nos amou.” Romanos 8:37).
 Deus afirma que Ele irá suprir todas as nossas necessidades de acordo com os Seus recursos ilimitados (“O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.” Filipenses 4:19).
Vamos manter os nossos olhos em Jesus porque a “porta” é mais larga do que possamos pensar. Mas se nos concentramos nas outras coisas ao nosso redor, então vamos perder de vista a “porta”.

Em todas as escolhas e decisões, vamos optar por manter o foco sobre o exemplo de Jesus. Olhos para cima e um pé na frente do outro!

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+