quarta-feira, 15 de julho de 2009

A RAINHA VESTIDA de OURO! A NOIVA de CRISTO! PARTE 1

INTRODUÇÃO

O Salmo 45 nos dá um belo retrato de Cristo e a Sua noiva. Um grande casamento está para acontecer, e o escritor está "em ebulição" de tanto êxtase e excitação: "Meu coração transborda (ferve) de boas palavras..." (vs.1).
O salmista mal consegue se conter. Está tentando descrever algo que vê com os olhos da mente - uma cerimónia incrível, com um grande e glorioso Noivo, e uma linda noiva vestida de ouro!

ESTE CASAMENTO TRATA DO REI JESUS RECEBENDO A SUA NOIVA (A IGREJA)!
A "testemunha" deste matrimónio é o Espírito Santo, que descortina para nós uma cena gloriosa:
O Rei Jesus em pé diante do Seu trono - o ceptro real na mão, as Suas roupas impregnadas do maravilhoso aroma de mirra e aloés. Ele vem do palácio de marfim do Seu Pai, onde foi ungido com o óleo da alegria (Hebreus 1:9).
Ele veste a Sua roupa de gala completa. A Sua espada reluzente está cingida junto à coxa. Ele conquistou todos os inimigos, e o Seu reino está seguro. Ele reina em paz e poder, vitorioso acima de todos. E, diz a Bíblia, Ele é "...mais formoso que os filhos dos homens; a graça se derramou em Seus lábios." (vs.2).
Cada batalha feita por este Rei - cada inimigo que lançou por terra, cada acto de graça e misericórdia que Ele tenha concedido, foi por Sua noiva!
O salmista conta que o Noivo poderia ter escolhido uma noiva dentre muitas filhas respeitáveis no reino: "As filhas dos reis estavam entre as tuas ilustres donzelas...". Mas Ele escolheu somente uma: "...à tua direita estava a rainha ornada de finíssimo ouro de Ofir." (vs 9).
Ora, o ouro de Ofir era o ouro mais puro, mais refinado produzido naqueles dias. E esta noiva estava ornada com ele. Que aparência maravilhosa ela tinha, quando foi "...levada ao Rei..." (vs 14). Ela resplandecia totalmente, porque o seu coração era puro!
O seu traje de ouro cintilava com bordados incríveis. Não era uma roupa qualquer não, tinha sido tecida com muitos detalhes, entrelaçados com fios do mais puro ouro. E os seus adereços dourados brilhavam de modo espectacular.
A rainha vestida de ouro marcha em direcção ao Rei, ao som de grande fanfarra. E que som glorioso! Atrás dela, tão longe quando o olho pode alcançar, está o seu séquito - um exército de virgens, todas vestidas de branco, cantando, louvando com grande alegria. A noiva lidera todo o cortejo nupcial e vem ao encontro do Reis dos reis e Senhor dos senhores!
Finalmente, a noiva toma o seu lugar à destra do Rei. Todos se regozijam, porque este é o casamento real da eternidade! (vs 14, 15).
Fala-se muito de um encontro de avivamento do Espírito Santo! Podemos imaginar a cena? Este casamento é o propósito, o apogeu de toda a criação. Ali está em pé o Rei Jesus, e eis que vem a Sua noiva - os remidos de todos os tempos - vestidos em ouro puro, a justiça de Cristo!
O quadro em Apocalipse 21 é um belo quadro da igreja do Senhor Jesus! A grande e santa cidade descendo do Céu é a Sua noiva sem mácula; a Igreja vitoriosa assentada com Ele nos lugares celestiais. Esta Igreja é edificada sobre os alicerces das verdades do Evangelho dos doze Apóstolos. E é cercada de muralhas e portões, que mantém fora tudo o que é impuro.

(continua...)

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+