segunda-feira, 13 de julho de 2009

UMA VIDA DE COMUNHÃO

Os escritos de George Whitefield reflectem claramente o tipo de vida que ele levava. Num tempo de gelo espiritual na Inglaterra, Whitefield veio a compreender, juntamente com os irmãos Jonh e Charles Wesley, que a essência da fé cristã é o próprio Cristo sendo formado em nós.
É comum nos escritos e na auto-biografia de Whitefield palavras como esta: "De manhã cedo", "Ao meio-dia", "Ao anoitecer", "À meia-noite"; "De facto o Amado Jesus me visita para renovar-me o meu coração. Se certas árvores perto de Stonehouse pudessem falar, contariam acerca da doce comunhão, que eu e algumas almas comigo, desfrutamos ali com Deus, sempre bendito. No caminho, a minha alma alegrou-se cantando hinos. Chegamos quase à meia-noite; depois de nos entregarmos a Deus em oração, deitamo-nos e descansamos na protecção do querido Senhor Jesus."
É inteiramente dispensável acrescentar que uma pessoa assim, quando pregava impulsionava, quase arrastava as pessoas à mesma presença que desfrutava. Whitefield simplesmente exalava o perfume de que estava impregnado. Porque Deus se tornara real para ele, era real também para todos que o tocavam. Vê-lo e ouvi-lo era o mesmo que ser electrizado!
Nada há tão importante em toda a nossa fé como viver mergulahdo no Senhor. Isto é uma vida de comunhão. Não basta ouvirmos as mais gloriosas verdades da Bíblia e não sermos enchidos da convicção de que as mesmas são reais e aplicáveis ao nosso viver hoje!

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+