terça-feira, 20 de outubro de 2009

UM CORAÇÃO DILATADO

Um sinal de ter uma vida amadurecida, é ter um coração dilatado (2Coríntios 6:11-13), capaz de acolher todas as pessoas, não importando a condição deles.
Deus quer dilatar o nosso coração. Isso não significa que Ele quer tornar-nos grandes pessoas, exteriormente falando. Há grandes pessoas aos olhos do mundo cujo coração é muito estreito. É preferível ser uma pessoa pequena na concepção dos outros e ter um coração grande, largo como um oceano, capaz de receber todos aqueles a quem Deus perdoa e acolhe.
Ter o coração dilatado requer crescimento e maturidade em vida. Todas as crianças são muito estreitas nas suas afeições e facilmente ofendidas por aqueles que as corrigem.
Se somos capazes de perdoar uma ofensa, isso é um sinal de que nos tornámos numa pessoa cujo coração é dilatado. Tanto na vida familiar como na vida da Igreja, provavelmente já fomos ofendidos muitas vezes. Mas será que ainda temos na memória o registo dessas ofensas? Precisamos de pedir ao Senhor graça para perdoar e esquecer todas as injúrias.
Ter um coração dilatado é também ser flexível com os outros, não tendo por medida o nosso próprio padrão. Há pessoas que são muito estritos e correctos, mas em geral, eles possuem um coração limitado. Frequentemente é preciso rogar-lhes a serem mais flexíveis, mais dilatados.
Sim, precisamos ser rigorosos e justos. Entretanto, isso deve ser aplicado primeiramente a nós mesmos. Para com as outras pessoas devemos ter um coração alargado, acolhedor. Se esse é o nosso agir, então Deus tem, de facto trabalhado em nós a fim de nos tornar capazes de reconciliar outros com Deus.

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+