sexta-feira, 14 de agosto de 2009

DEUS da RESSURREIÇÃO

No Inverno as folhas morrem...mas não existe uma Primavera, quando tornam a brotar? No estio as águas mirram...mas não há uma estação de águas, quando tornam a abundar? Declina o dia...mas não vem de novo a desapontar? Os frutos apodrecem...mas as suas sementes não produzem novos frutos? As árvores são despojadas do seu viço...mas não tornam a reverdecer? As flores murcham...mas outras flores não nascem em seu lugar? A relva seca...mas não vem de novo a cobrir os campos? Ora, se tudo na natureza torna a brotar depois de acabado, não ressuscitariam os mortos após entregarem a vida?

A natureza ensina-nos que há uma ressurreição. "Levanta-se o sol, e põe-se o sol, e volta ao seu lugar onde nasce de novo. O vento vai para o sul, e faz o seu giro para o norte... e retorna aos seus circuitos", diz o livro de Eclesiastes. O segredo da natureza é a ressurreição. Deus estabeleceu todas as coisas de modo a demonstrar que Ele é o Deus da ressurreição; não o Deus de mortos, mas de vivos.

Nisso consiste a vida cristã: Na permanente renovação de todas as coisas. A obra de Deus é a renovação. Conhecê-Lo, tocá-Lo é tocar a novidade. Que jamais envelheçamos na experiência de Cristo; que servir o Senhor nunca se torne rotineiro para nós, os salvos. Que nunca o façamos apenas porque temos o costume de fazê-lo.

"Como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também andemos nós em novidade de vida." (Romanos 6:4)

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+