quarta-feira, 23 de setembro de 2009

COMUNHÃO COM CRISTO

Frequentemente compreendemos, como diz Isaías, que os nossos pecados fazem separação entre nós e o Senhor. Mas, se formos sinceros, reconheceremos também que, mesmo quando confessamos cabalmente todos os nossos pecados, por vezes ainda podemos sentir que alguma distância, alguma barreira permanece entre nós e a glória maravilhosa do Senhor.
Quando o Senhor Jesus esteve na Terra, Ele foi visto no véu da carne, de modo que os Seus discípulos contemplavam aquele Verbo da vida, pois a vida se manifestara e estava à exposição diante dos seus olhos e ao alcance das suas mãos. Contudo, nenhum deles compreendia ou conseguia penetrar o mistério daquele Verbo da vida.
Ora, quantas vezes somos assim, e ainda piores que os doze galileus! Não apenas os nossos pecados podem fazer separação entre nós e Aquele que é a sabedoria de Deus, a saber, a nossa justificação, santificação e redenção, como até mesmo a nossa visão turva ainda pode separar-nos do Senhor que contemplamos!
Saibamos, porém, que em Cristo "o véu é retirado". Quando confessamos cabalmente ao Senhor a nossa visão nebulosa, quando nos esvaziamos de toda a justiça própria, então vemo-Lo face a face com os olhos do nosso coração.
Nesta Dispensação, Cristo, no Espírito, Se oferece à nossa visão, ao nosso olhar directo sem nenhum véu, até mesmo sem o véu da carne conforme havia entre Ele e os Seus discípulos por cerca de trinta e três anos aqui na Terra. Não necessitamos mais de permanecer com véu algum, ou qualquer outro obstáculo entre nós e o Senhor. No Espírito Santo, a glória divina é completamente desvendada a nós.
A mais rica realidade é desfrutarmos que nada há entre nós e o Senhor!

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+