terça-feira, 1 de setembro de 2009

TOSTÃO SOBRE O MILHÃO

Havia um homem pobre, que passava a vida a mendigar. Sentado sempre no mesmo lugar, sobre uma enorme pedra, não se via aquele velhinho senão de braço estendido, a pedir. A sua vida fora passada assim: um pouco a mendigar, outro pouco a recolher um tostão aqui e ali.

Morrendo o homem, qual não foi surpresa das pessoas que o conheciam, ao descobrirem que debaixo da pedra onde se sentava, havia uma imensa fortuna enterrada por alguém! O pobre homem passara a vida a mendigar tostões sentado sobre milhões!

Nós, cristãos, corremos o risco de fazer o papel desse mendigo. Talvez passemos a vida, anos ou horas na mais degradante miséria espiritual "sentados" sobre um tesouro de bençãos. Porque é que os cristãos ouvem falar de tanta abundância espiritual e por vezes vivem secos e aflitos? Porque não sabem que podem desfrutar o tesouro naquele exacto momento. O nosso tesouro não está para vir; já o temos em nossos vasos de barro (2Coríntios 4:7). O Senhor veio para que tivéssemos vida em abundância, para que os rios de água viva fluíssem do nosso interior.

Busquemos o tesouro. Uma vista de olhos ao redor, uma pequena escavação, e pronto, já encontramos imensa riqueza. Por vezes, apenas a disposição de acordar alguns minutos mais cedo a fim de orar é o que nos falta para achar um grande tesouro.

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+