terça-feira, 8 de setembro de 2009

A NOSSA FÉ VAI PASSAR PELO FOGO

INTRODUÇÃO

Satanás tem enviado um ataque poderoso na fé dos escolhidos. Isso se tornará mais quente e mais intenso nos últimos dias (1Timóteo 1:18,19; 1Pedro 1:6,7). Devemos lutar para manter a nossa fé. Não podemos ceder quando vier o ardente teste, ou isso nos levará certamente ao naufrágio.

1. FÉ NÃO É AUSÊNCIA DE AFLIÇÃO e SOFRIMENTO

Não é expressão de dúvida chorar ou ser esmagado por um problema. Nós negamos os nossos sentimentos, e tentamos apagar todos os pensamentos de aflição. Alguns cerram os dentes, respiram fundo e permanecem imóveis, imperturbáveis, e dizem com um sorriso: "O meu coração está tranquilo; eu creio; estou bem, está tudo bem, etc." Mas com o passar do tempo os seus corações os condenam, porque na realidade estão pesados e aflitos. Aflição e dúvida não são a mesma coisa. Dúvida é a crença ou o medo de que a aflição vencerá, que irá esmagar e destruir, que a provação o derrubará.

Fé é o meio pelo qual nos livramos da aflição. É a firme crença de que o "tempo" de pesar ou da tentação não nos irá ferir. A fé descansa na promessa de que Deus dará o escape.

A aflição pode cair subitamente sobre nós na forma de imprevisíveis ataques demoníacos, tempestades que agitam as ondas e batem no meu barco, provocando um período de peso no coração, ou momentos de pânico. Mas olhando para o Senhor Jesus a fé diz: "Eu não estou em perigo porque Ele está comigo no barco!".

2- A FÉ NÃO SE PODE DIVORCIAR DO ETERNO PROPÓSITO de DEUS

Desde o início Deus tem procurado um povo que Ele pudesse trazer para o Seu descanso, para a plenitude em Jesus (Hebreus 4:8,9). O que Deus prometeu, na maioria das vezes, ainda não foi reclamado.

O propósito de Deus não é simplesmente livrar as pessoas dos seus pecados e tirá-las do "Egipto", nem testar a sua lealdade no deserto. Isso não é nem a metade. Deus está interessado em muito mais do que livrar-nos de alguma crise actual. Há uma glória maior! O propósito eterno de Deus é trazer ao Seu Filho Jesus Cristo um povo que O considere como sendo tudo aquilo que alguma vez necessitarão. Ele deve ser o fim da fé. Ele é um Pai amoroso e não nos deixará sofrer além do que possamos suportar, mas dará o escape; mas isso não é suficiente! Simplesmente escapar das provações não é triunfar na fé.

Muitos de nós temos sido livrados várias vezes dos perigos, dos problemas, mas estamos "fora" do descanso. Nós não temos aprendido de como descansar em Jesus porque falhamos em ver o propósito eterno de Deus nessas coisas pelas quais passamos. As nossas lutas não são acidentes, elas são permitidas por Deus porque Ele está tentando produzir algo em nós. Ele tem um plano e um propósito para nos levar a algum lugar.

Quando caímos em provações ou problemas, a nossa reacção é: "Ai! devo ter entristecido Deus. Eu fiz alguma coisa errada e agora estou pagando pelo pecado ou falha cometida, seja ela qual for." No entanto, mais importante do que o motivo pelo qual veio a provação, é como reagimos a ela. Os gigantes da Terra Prometida não eram resultado do pecado de Israel. Eles eram oportunidades para se contemplar o poder de Deus sobre os inimigos. Muitas das nossas aflições não são resultado de pecado, mas, como os gigantes, são poderes opositores para nos conservar fora do lugar de descanso em Cristo..

Todas as riquezas estão em Cristo Jesus. N'Ele reside toda a plenitude da Divindade (Colossenses 1:19) e nós quando entramos verdadeiramente em Cristo, descobrimos verdadeiras riquezas. Nós perdemos totalmente o fio da meada se pensamos que a herança de Israel era só terra, propriedades, etc. Era muito mais. O Senhor mesmo devia ser a herança deles (Deuteronômio 10:9).

Deus os trouxe a lugar onde teriam oportunidade para viver inteiramente consagrados ao Senhor, sem necessitarem de outra fonte para suprir as suas necessidades. Era um lugar onde Deus poderia revelar-se como o Todo Suficiente. Esse ainda é o propósito de Deus para nós: Fazer-nos ingressar em Jesus e a uma total dependência d'Ele, sem nenhuma confiança firmada na carne.

Há literalmente hoje milhões de cristãos exactamente neste lugar. Deus os tem trazido a um lugar de decisão, chamando-os para um caminhar mais profundo, um andar de fé completa, deixando para trás a morte do deserto. É uma chamada para a obediência, devoção e dependência, através da submissão ao Senhor. São aqueles cuja fé suporta o fogo. São aqueles que se mantêm firmes quando o quadro é desesperador. O Senhor tem um povo que confia n'Ele no meio do fogo, e que o glorifica quando é testado!

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+