sexta-feira, 11 de setembro de 2009

LENTES PARA OS OLHOS

Havia um estudante que sempre trocava a lição da escola, quando a lia sem óculos. Descuidado e desatento por natureza, o rapaz lia as palavras e letras trocadas pela falta das lentes, de modo que, quando a professora ia tomar-lhe a lição, recebia tudo confuso e fora de ordem.

O mesmo estudante, porém, quando se dava ao trabalho de pôr as lentes para ler, saía-se admiravelmente bem na hora da chamada oral. Tudo era uma questão de usar ou não os óculos.

Ora, alguém disse que as Escrituras são como lentes de excepcional precisão que Deus proveu a fim de corrigir a nossa visão defeituosa. A revelação que a natureza ministra e a razão natural apreende, embora importante, está sujeita a desvios por causa da fabilidade do nosso entendimento. Daí necessitarmos desesperadamente da correcção da Bíblia. Não é o caso de rejeitarmos o que com a razão natural podemos compreender, mas sim de o submetermos ao juízo retificador da Bíblia. Não precisamos de deitar fora os nossos olhos, mas pôr sobre eles lentes de precisão que corrijam as suas distorções.

Reconheçamos a grande verdade de que a nossa razão é fraquíssima e insuficiente; oremos para que o Espírito da verdade nos ilumine o entendimento e aproximemo-nos da Bíblia a cada dia, e então Deus nos revelará os tesouros da Sua Palavra.

Sem comentários:

WEBTV ClubeMais+